Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Grupo TIGRE, divisão especial da Polícia Civil, recebe veículo do exército

3 de março de 2018 às 14:39

Foto: Polícia Civil

Um caminhão – viatura de carga e emprego geral EE25 Engesa – foi doado ao Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre), grupo de elite da Polícia Civil, pelo Exército Brasileiro, durante solenidade realizada na manhã desta quinta-feira (1ª).

O evento aconteceu no Quartel General do Pinheirinho e contou com a presença do Comandante da 5ª Região Militar, General de Brigada Aléssio Oliveira da Silva e do delegado Alexandre Macorin, representando o delegado-geral da Polícia Civil.

O carro será empregado em atividades em áreas rurais e cumprimentos de mandados de prisão de alto risco em todo o Estado. A viatura militar carrega mais de seis mil quilos e pode transportar explosivos e adentrar áreas de pouco acesso devido a tração 6×6. “Essa viatura supera as necessidades do Tigre e será utilizada a partir de hoje em todo o estado em ações contra o crime organizado”, falou o delegado-titular do Tigre, Luís Fernando Artigas Júnior.

Para o Comandante da 5ª Região Militar, General de Brigada Aléssio Oliveira da Silva, o Exército Brasileiro cumpre seu dever constitucional de cooperar com o desenvolvimento nacional em apoiar as forças de segurança pública. “No caso dessa viatura o apoio será por meio de logística com a utilização do carro em todas as regiões dos estados, inclusive aquelas em que carros menos robustos não conseguem avançar”.

Por meio do 27º Batalhão Logístico (27º B Log) foi feita a manutenção e adequação do carro para a utilização da Polícia Civil. Além desse veículo também foram doadas três viaturas de carga de emprego geral LA1418.

Estiveram presentes na solenidade, o Comandante da 5ª Divisão de Exército (5ª DE), General de Divisão Lourival Carvalho Silva; o Comandante da Artilharia Divisionária da 5ª Divisão de Exército (AD/5); o Deputado Estadual Ricardo Arruda; o Comandantes de Organizações Militares do Quartel do Pinheirinho e Investigadores da Polícia Civil.

 

Texto: Polícia Civil