Professor e advogado Antonio Carlos Amaral é homenageado em Prudentópolis

8 de março de 2018 às 21:22

Através de Projeto de Lei de autoria do Vereador Lademiro Budnik (PSC), aprovado na Câmara Municipal de Prudentópolis, na terça-feira, 06, foi realizada homenagem póstuma ao professor e advogado Antonio Carlos Amaral Schroeder, falecido em 2016.

Conhecido nos meios jurídicos da área pública e criminal, além do setor educacional de nossa cidade e região, Antonio Carlos Amaral atuou em diversos segmentos da comunidade, desempenhando atividades diversas nesses setores, o que o projetou amplamente.

Segundo destacou o Vereador Budnik, trata-se de uma forma de reconhecimento público e eternização de seu nome em nosso meio, através da legislação que deixa seu nome identificando uma via pública de nossa cidade, que não possua nominação.

Na sessão legislativa, participaram familiares e amigos de profissão, principalmente do setor educacional, incluindo alguns alunos e representantes do Colégio Estadual Barão de Capanema, onde foi professor e diretor por alguns anos. Inclusive, a direção do colégio enviou um ofício em reconhecimento à homenagem, enaltecendo a iniciativa. Na oportunidade, a esposa Dalva Maria Schroeder; sua filha Iére do Amaral Schroeder; e demais familiares presentes, receberam do Vereador Budnik, uma cópia do projeto de lei que tramitou na câmara sobre essa matéria.

Antonio Carlos Amaral Schroeder nasceu em 1o de abril de 1945, no Município de Prudentópolis. Filho de Agenor Amaral Schroeder e de Izaura Carvalho Schroeder.  Casado com a Professora Dalva Maria Schroeder, pai das advogadas léri do Amaral Schroeder e Maryah Amaral Schroeder e do agrimensor Antonio Carlos Amaral Schroeder Júnior.

Em sua adolescência, destacou-se como um dos primeiros roqueiros do Paraná, com aparições em canais de televisão, nos anos 60, quando muitas famílias da cidade se reuniam aos domingos, para assisti-lo nos programas de palco da época.

Sua voz o projetou como cantor, tendo recebido em Curitiba, das mãos da Garota de Ipanema, o Prêmio “Barra Mansa” de melhor cantor romântico do Sul do Brasil, em 1967, ocasião em que foi homenageado no Clube Social XII de Agosto, em Prudentópolis.

Jamais deixou de cantar, participando de vários grupos de coral e de seresta em Prudentópolis. Escreveu livro, contos, poemas e músicas.

Cantou em inúmeros casamentos por todo o Estado do Paraná, presenteando os noivos com sua bela voz. Também foi crooner em bandas, cantando bailes e carnavais na região.

Ajudou a fundar o Rotary Club de Imbituva e de Prudentópolis, tendo recebido o prêmio “Dom Quixote” das mãos do Governador do Rotary Club, pelos seus feitos.

Formou-se em Direito em 1975, na Universidade Estadual de Ponta Grossa. Inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil sob o n° 6800, dedícou-se à advocacia por toda a sua vida. Foi Assessor Jurídico das Prefeituras Municipais de Imbituva, Irati, Prudentópolis e Cândido de Abreu. Realizou mais de 400 júris por todo o Estado do Paraná, especialmente na região Centro-Sul do Estado, sendo a maior parte deles de forma gratuita, a pedido dos magistrados. O Tribunal do Júri sempre foi sua vocação e sua atuação era festejada nos meios jurídicos.

O esporte, sempre esteve presente em sua vida, atuando como comentarista esportivo por alguns anos, na Rádio Esperança de Prudentópolis. Foi professor no Colégio Estadual Santo Antonio de Imbituva, e no Colégio Estadual Barão de Capanema, em Prudentópolis, onde também exerceu a função de vice-diretor.

Também ministrou aulas na Faculdade de Ciências e Letras de Irati, hoje UNICENTRO. Era professor da Rede Pública Estadual de Ensino. Foi Ouvidor do Núcleo Regional de Educação de Guarapuava. Faleceu em 21 de julho de 2016, na Cidade de Irati.

 

Prudentópolis
19º
Tempo nublado
Ponta Grossa
19º
Tempo nublado
Guarapuava
18º
Chuvas esparsas
Curitiba
18º
Chuvas esparsas
Londrina
28º
Parcialmente nublado
União da Vitória
20º
Tempo nublado
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que e a Funerária São João e o Plano Uni-Paz comunica o falecimento
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que e a Funerária São João  e o Plano Uni-Paz   comunica o falecimento de Celia Parhuts, ocorrido aos 46 anos de idade.
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que a Funerária São João e o Plano Uni-Paz comunicam o falecimento
  • As Irmãs Servas de Maria Imaculada, comunicam o falecimento da IRMÃ JACINTA CECÍLIA GRESKIV, SMI
  • Apae de Prudentópolis lamenta a morte da ex-aluna Marlene Presasniuk
  • NOTAS DE FALECIMENTO: É com pesar que a Funerária São João e o Plano Uni Paz comunicam os falecimentos
  • Homem abandona moto ao fugir da PM, em Imbituva
  • Rompimento de adutora afeta abastecimento de água em Imbituva
  • Resultado do Vestibular 2023 já está no site da Unicentro
  • Vagas de emprego disponíveis na Agência do Trabalhador nesta segunda (05), em Prudentópolis
  • Prudentópolis registra 31 novos casos de Covid-19; 20 estão ativos
  • 16º Batalhão da Polícia Militar lança Operação Natal