Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Ipiranga será 100% atendida com rede inteligente de energia

19 de março de 2018 às 18:07

A Copel instalou nesta segunda-feira (19), em Ipiranga, nos Campos Gerais, o primeiro medidor inteligente de energia. O equipamento foi colocado na residência do casal de agricultores Florindo e Ângela Bonfligio e acionado pelo governador Beto Richa e o presidente da Copel, Antonio Sérgio Guetter. A ação marcou o início do projeto que transformará Ipiranga, com 15 mil habitantes, no primeiro município brasileiro a ser atendido totalmente com rede inteligente de energia.

“É uma grande conquista para o Paraná”, disse o governador, lembrando que na medida do possível o projeto será estendido a todos os municípios do Estado. “Começamos pelo Interior. A pequena Ipiranga terá todos os seus medidores de energia inteligentes, possibilitando à Copel fazer o monitoramento remoto, em tempo real. Ou seja, se ocorrer uma queda de energia, rapidamente, a distância, a Copel poderá restabelecer e identificar onde está o problema”, explicou.

Além disso, lembrou Richa, o consumidor poderá em tempo real acompanhar o seu consumo, em que horários gasta mais. “O consumidor pode se organizar para contribuir com o orçamento familiar”.

O governador também fez referência à evolução de Ipiranga no que se refere a energia, mencionando que os primeiros pontos instalados no município foram pelo programa Click Rural, da gestão do então governador José Richa. “Damos continuidade à manifestação de respeito às famílias de Ipiranga com acesso à tecnologia”, disse.

PERFIL – Ipiranga tem no total 5 mil unidades consumidoras. O presidente da Copel disse que o município foi escolhido por conta do seu perfil, com metade da população em área urbana e metade em área rural. “Vai gerar dados interessantes para instalarmos o mesmo sistema em municípios maiores. Gradualmente vamos implantar em todo o Estado”, disse Guetter.

Em Ipiranga, os medidores começam a ser instalados nesta quarta-feira e a previsão é que até setembro estejam concluídos os cinco mil equipamentos. “O sistema passa a operar remotamente. A Copel tem acesso as informações no Centro de Diagnóstico, em Curitiba, e podemos detectar qualquer falha à distância e já emitir uma equipe instantaneamente”, explicou Guetter. O projeto está recebendo R$ 7,9 milhões de investimento.

“Isso mostra o caminho do futuro, já existe alguns projetos pilotos em alguns bairros de Curitiba e, aqui, será na cidade inteira. Temos certeza de que essa é a tendência. O Paraná sai à frente”, afirmou.

ORGULHO – Para o prefeito de Ipiranga, Luiz Carlos Blum, o projeto da Copel é motivo de orgulho para a cidade. “Um grande avanço para Ipiranga e seu moradores”, disse ele. Já o agricultor Florindo Bonfligio acredita que o sistema vai melhorar o dia a dia. “Quando a luz cair vai automaticamente o aviso para a central da Copel. Isso poupa tempo”, disse.

BOX 1
Moradores terão sensor diferenciado em casa

Hoje, os dados de consumo de energia de cada residência são computados na Copel uma vez por mês. Com os medidores inteligentes, os moradores de Ipiranga terão um sensor diferenciado dentro de casa.
Nos casos de desligamentos da rede, o aparelho emitirá sinais para a Copel de 15 em 15 minutos. Também são medidos outros valores como tensão, corrente e potência, garantindo um alto controle da qualidade de energia entregue aos consumidores.

Além da instalação de medidores inteligentes, serão instalados sistemas de reconfiguração de rede (self healing) e reguladores de tensão automáticos – tudo integrado por sistemas de informação e telecomunicações com potencial para integrar outros serviços no futuro, como microgeração distribuída, tecnologias de armazenamento de energia, iluminação pública inteligente e abastecimento de carros elétricos.

“Em breve, quando o cliente entrar em contato com a Companhia para tirar dúvidas sobre fatura ou funcionamento da rede, o atendente poderá acessar na hora os dados do medidor e, com isso, a Copel conseguirá solucionar falhas com mais agilidade”, explicou o presidente da empresa.
BOX 2
Modelo da Copel é o mesmo de redes internacionais

O modelo adotado pela Copel é o mesmo de redes inteligentes internacionais, como de distribuidoras de energia nos Estados Unidos. Em fevereiro de 2017, uma equipe da Copel visitou as empresas Florida Power & Light, em Miami, Oncor, em Dallas, e ComEd, em Chicago, para conhecer as soluções implantadas nas redes de distribuição dos americanos, contemplando a medição remota de energia. O maior projeto de redes inteligentes do mundo, em Tóquio, no Japão, também segue o mesmo modelo.