Encontro em Irati discute políticas para a pessoa idosa

24 de março de 2018 às 09:46

A secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, abriu nesta sexta-feira (23) o Simpósio Macrorregional da Política da Pessoa Idosa – Qualidade de Vida e Envelhecimento. O encontro, em Irati, nos Campos Gerais, reúne representantes de 32 municípios daquela regional e das de União da Vitória e de Guarapuava.

“Trabalhar pela garantia de direito das pessoas idosas é cuidar daqueles que tanto contribuíram para nossas vidas e que continuam a contribuir. Porém, todos têm o direito de serem tratados com respeito e cidadania”, disse a secretária.

Cerca de 300 pessoas participam do evento. Secretários municipais de assistência social e de saúde, conselheiros da política da pessoa idosa, diretorias e técnicos de entidades sociais e grupos da terceira idade assistiram a palestras sobre qualidade de vida depois dos 60 anos.

QUALIFICAÇÃO – Este é o terceiro simpósio macrorregional sobre o tema. Os outros foram realizados em Cascavel e Francisco Beltrão. “Esses encontros melhoram o atendimento na ponta. As palestras e debates atualizam informações da área e fortalecem nossa rede de proteção à pessoa idosa”, explica Fernanda.

Essa rede tem sido fortalecida pela Secretaria da Família, por meio da Coordenação da Pessoa Idosa. Atualmente, o Paraná é o estado com o maior número de conselhos municipais da pessoa idosa. Em 2016, eram 275 conselhos e neste ano já são 362. Nesse mesmo período, o número de fundos municipais passou de 102 para 268 e o de planos municipais, de apenas dois para 186.

Os fundos e planos municipais são fundamentais para acesso a recursos e para que o dinheiro seja bem empregado. Com o fundo municipal é possível o repasse direto do fundo estadual, pela modalidade fundo a fundo, que reduz a burocracia e o tempo para o dinheiro ficar disponível para a prefeitura.

Fernanda Richa explicou que a secretaria dá condições para que ações municipais possam ser implementadas, mas é preciso comprometimento de prefeituras. “Os municípios têm de constituir seus fundos e planos de ação para receber recursos”, informou.

Em 2014, a Secretaria da Família lançou o Plano Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa, que direciona as políticas públicas de acordo com o Estatuto do Idoso. No ano seguinte, o governador Beto Richa decretou que todas as empresas estatais destinassem 1% do valor devido do imposto de renda ao Fipar (Fundo Estadual dos Direitos do Idoso). O saldo do fundo que era R$ 3,6 milhões, em 2014, chegou a R$ 13,5 milhões, em janeiro de 2018.

RECURSOS – Pela primeira vez, o Paraná está direcionando recursos especificamente para projetos, programas e serviços a pessoas idosas, pelo Fipar. Para essas atividades foram destinados pelo Conselho Estadual da Pessoa Idosa (Cedi) R$ 9,7 milhões.

Desse total, R$ 5,7 milhões serão para projetos apresentados por prefeituras. Os outros R$ 4 milhões serão repassados a entidades sociais que desenvolvam trabalho de atenção à pessoa idosa. O edital que regulamenta o repasse será publicado nos próximos meses.

SENSIBILIZAÇÃO – A Secretaria da Família também promove campanhas para conscientização dos direitos da pessoa idosa e edita manuais, com línguagem simples e direta, para garantir a cidadania depois dos 60 anos.

No ano passado foi lançada a publicação “Conhecendo o Direito da Pessoa Idosa” e, no começo deste ano, reeditada o manual “Atenção à pessoa idosa: Manual de prevenção de acidentes”, com informações do geriatra Luiz Bodachne. Também são feitos seminários abertos à população para divulgação dos direitos e debates que melhorem a qualidade de vida e o bem-estar da pessoa idosa.

No caso de violação de direito, qualquer pessoa pode reportá-la ao disque denúncia 181 e ao disque idoso 0800-410001. As principais violações são agressão física; apropriação indébita; abandono; negligência; abusos econômico-financeiros; abusos psicológicos; maus-tratos; violência institucional e cárcere privado.

O Simpósio teve palestras do secretário de Esporte, Lazer e Juventude de Curitiba, Marcello Richa, da professora Claudia Magnabosco Martins, da Unicentro, e Fabiana Longhi, coordenadora estadual da Política do Idoso, pela Secretaria da Família. Foi abordada a importância da atividade física e da autoestima para a melhoria da qualidade de vida, entre outros assuntos.

 

Prudentópolis
19º
Tempo nublado
Ponta Grossa
19º
Tempo nublado
Guarapuava
18º
Chuvas esparsas
Curitiba
18º
Chuvas esparsas
Londrina
28º
Parcialmente nublado
União da Vitória
20º
Tempo nublado
  • É com pesar que o PAF e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que e a Funerária São João e o Plano Uni-Paz comunica o falecimento
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que e a Funerária São João  e o Plano Uni-Paz   comunica o falecimento de Celia Parhuts, ocorrido aos 46 anos de idade.
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que a Funerária São João e o Plano Uni-Paz comunicam o falecimento
  • As Irmãs Servas de Maria Imaculada, comunicam o falecimento da IRMÃ JACINTA CECÍLIA GRESKIV, SMI
  • Apae de Prudentópolis lamenta a morte da ex-aluna Marlene Presasniuk
  • 7,7 mil candidatos fazem as provas do vestibular da UEPG neste domingo
  • Polícia apreende cinco motos, em Ipiranga
  • Câmpus da Unicentro ganha usina fotovoltaica em programa de eficiência energética da Copel
  • Mega-Sena, concurso 2.546: ninguém acerta as seis dezenas, e prêmio acumula em R$ 125 milhões
  • Filho agride e ameaça mãe de morte, em Guarapuava
  • Câmara convoca cidadãos para Consulta Pública sobre proibição de queima de fogos de artifício com poluição sonora