Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Cohapar entrega chaves de 29 casas rurais em Rio Azul

19 de abril de 2018 às 19:22
No mesmo evento nesta quinta-feira, foram assinados contratos para construção de 48 novas unidades para a área urbana. Projetos somam R$ 4,7 milhões em investimentos dos Governos do Paraná, Federal e prefeitura para benefício de famílias da cidade e da área rural.

A Cohapar e Prefeitura de Rio Azul entregaram nesta quinta-feira (19) as chaves de 29 casas populares para famílias de pequenos produtores rurais do município, na região Centro-Sul. Durante o mesmo evento, também foram assinados os contratos para a construção de 48 novas unidades para a área urbana da localidade.

As moradias entregues fazem parte do Programa Nacional de Habitação Rural, cujo projeto recebeu R$ 826 mil dos três níveis do poder público. Elas foram construídas dentro das propriedades de agricultores familiares com renda anual de até R$ 17 mil, que pagarão apenas 4% do valor dos imóveis dividido em quatro prestações de R$ 285 ao ano.

O trabalho do governo estadual envolveu a assessoria técnica da Cohapar, responsável pelo modelo arquitetônico das residências e a fiscalização das obras. A Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento e a Emater também participaram ativamente da iniciativa por meio do acompanhamento social das famílias durante o cadastramento e seleção dos beneficiários.

Com a entrega desta quinta-feira, já são 150 casas populares rurais entregues em Rio Azul desde 2011. Outras 12 unidades estão em obras e há projetos para a construção de mais 21 aguardando a análise e liberação de recursos do Governo Federal.

Uma das famílias beneficiadas foi a da produtora Marcia Niemczuk Duda, de 37 anos, cujos últimos 20 foram passados em uma precária casa de madeira na propriedade onde ela reside com os três filhos. “A casa estava em péssima qualidade, mas com o dinheiro que a gente ganha com a produção nós nunca teríamos condições de reformar ou construir uma nova”, diz a agricultora.

Ao saber que seria contemplada, Marcia não escondeu a expectativa pela mudança da família. “A gente ficou esperando que ficasse pronta logo, na ansiedade, mas depois de pronta é um orgulho pra todos nós. Era um sonho meu ter uma casa assim”.

NOVOS INVESTIMENTOS – Além das casas entregues, município e governo estadual ampliaram as parcerias de trabalho com a contratação conjunta de um novo empreendimento orçado em R$ 3,9 milhões. Os recursos das obras são oriundos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) com financiamento da Caixa Econômica Federal.

O projeto é destinado ao atendimento de famílias com renda de R$ 1.250 até R$ 3.600 ao mês, que pagarão prestações a partir de R$ 350 mensais. Os valores variam de acordo com o modelo da unidade escolhida, de 38, 43 e 49 metros², com unidades de 50 m² adaptadas para pessoas com deficiência.

Maria Dzembatyi, de 53 anos, é uma das futuras moradoras do novo conjunto urbano de Rio Azul. Ela e o marido, Mário, pagam R$ 450 de aluguel por mês, mesmo valor que o casal desembolsará pelo financiamento da casa própria. “A gente tá muito feliz, porque vai poder fazer o que a gente quiser daqui pra frente, porque quem mora de aluguel sempre corre o risco de ter que sair”, diz Maria.

Para o prefeito de Rio Azul, Rodrigo Solda, os investimentos na melhoria da qualidade de vida da população têm feito a diferença na economia do município. “Apesar de ser um municipio de pequeno para médio porte, Rio Azul tem recebido recursos expressivos para o setor habitacional, o que estimula a fixação de trabalhadores na cidade e faz a economia girar”, afirmou.

PRIORIDADE – Segundo o presidente da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, os investimentos contribuem com o desenvolvimento socioeconômico de Rio Azul. “Os recursos destinados à construção destas 48 unidades ajudarão na geração de novos postos de trabalho e no aumento da renda que gira no município, o que só foi possível graças à boa parceria com a prefeitura, que cedeu os terrenos do novo conjunto”, disse.

Justus, que já ocupava o cargo de diretor da Cohapar desde 2011, foi eleito presidente da companhia na última terça-feira (17) e garantiu que a política de ampliação dos projetos de habitação popular terão continuidade. “Nos últimos sete anos, mais de 100 mil famílias foram beneficiadas pelas ações da Cohapar e a perspectiva é aumento destes números na gestão da governadora Cida Borghetti”, afirmou o presidente.