Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Paraná e Ucrânia querem fortalecer laços comercial e cultural

24 de abril de 2018 às 18:27
Governadora Cida Borghetti se reuniu com o embaixador Rostyslav Tronenko, e membros da delegação daquele país. Ela reforçou a contribuição da comunidade ao desenvolvimento social, econômico e cultural paranaense. A comunidade ucraniana no Estado é formada por 600 mil pessoas.

As relações comerciais e o intercâmbio cultural e tecnológico entre o Paraná e a Ucrânia vão ficar cada vez mais fortes, afirmou a governadora Cida Borghetti. Ela se reuniu com o embaixador Rostyslav Tronenko, e membros da delegação ucraniana, nesta terça-feira (24), no Palácio Iguaçu, em Curitiba. “Estabelecemos, ao longo dos últimos anos uma cooperação entre o Estado e a Ucrânia, e essa parceria vai continuar e avançar cada vez mais”, disse Cida.

Ela destacou a presença dos ucranianos no Paraná e reforçou a contribuição da comunidade ao desenvolvimento social, econômico e cultural paranaense. “Chegaram aqui no Paraná e colaboraram com o nosso crescimento em áreas importantes. Por isso, somos extremamente gratos”, afirmou a governadora.

Na reunião, Tronenko agradeceu à governadora pelo apoio à comunidade que vive no Paraná. “É um Estado que constantemente sustenta o desenvolvimento e a preservação da nossa tradição, religiosidade, fé e cultura não só em sua região central, mas também na capital Curitiba”, disse. “Visitamos o Memorial Ucraniano e ficamos maravilhados”, reforçou.

Para o secretário de Estado do Cerimonial e Relações Internacional, Ezequias Moreira, a reunião com a delegação ucraniana foi muito produtiva. “Eles, inclusive, demonstraram interesse na nossa Agência Paraná de Desenvolvimento e querem levar estudantes do Paraná para estudar no País”, disse.

RAÍZES – Segundo a Sociedade Ucraniana do Brasil, 600 mil descendentes de ucranianos vivem no Paraná, sendo que 60% deles moram nos municípios da Região Central do Estado, como Prudentópolis, Ivaí, Pitanga e Guarapuava. Em Prudentópolis, pouco mais de 80% da população tem raízes no país da Europa Oriental.

PRESENÇAS – Participaram do encontro o chefe da Casa Militar, coronel Maurício Tortato; o presidente do Conselho Regional da Região de Dnipropetrovsk, Prygunov Hlib Oleksandrovych; o cônsul honorário do Brasil em Dnipropetrovsk, Vasilenko Oleg Viktorovych; o cônsul honorário da Ucrânia, Mariano Czaikowski; o presidente da Representação Central Ucraniano-Brasileira, Vitório Sorotiuk; o fundador da Agência “World of Education” de recrutamento para estudantes estrangeiros, Almatrabii Ashraf S.S, e o prefeito de Prudentópolis, Adelmo Luiz Klosowski.