Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Atlético joga mal, perde para o Palmeiras e dá adeus à invencibilidade no Brasileirão

6 de maio de 2018 às 18:43
Furacão abusou dos erros e foi dominado pela equipe paulista na Arena da Baixada

Depois de quatro meses, caiu a invencibilidade do técnico Fernando Diniz no comando rubro-negro. Com uma atuação abaixo da média, o Atlético foi dominado e derrotado pelo Palmeiras, por 3 a 1, na tarde deste domingo (06), na Arena da Baixada, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols da vitória palmeirense foram marcados por Bruno Henrique, Marcos Rocha e Willian, enquanto Pablo descontou para o Furacão.

Antes de ser derrotado pelo time paulista, o Rubro-Negro somava dez jogos, com quatro vitórias e seis empates atuando com o time principal na temporada. Essa foi a segunda derrota do clube no ano, que havia perdido apenas uma partida, com o time de aspirantes comandado pelo técnico Tiago Nunes.

O time agora volta as atenções para a Copa Sul-Americana, pela qual tem compromisso diante do Newell’s Old Boys, na próxima quinta-feira (10), às 19h14, no El Coloso del Parque, em Rosario, na Argentina, pelo jogo de volta da primeira fase da competição. Na partida de ida, o Atlético venceu os argentinos por 3 a 0 e tem a vantagem de poder perder por até dois gols de diferença para garantir a classificação.

O jogo

A expectativa era grande, não só pelo bom momento que as duas equipes vivem, mas pelo duelo entre Fernando Diniz e Roger Machado, dois treinadores que vêm chamando a atenção pelas suas filosofias de jogo.

Como já era de se esperar, a partida começou nervosa, com marcação forte e os dois times se estudando bastante. Com poucas chances criadas na parte inicial, o Atlético foi quem teve as melhores oportunidades.

Aos 20 minutos, Zé Ivaldo quase marcou um golaço ao chutar forte e forçar o goleiro Jailson a fazer bela defesa e evitar o primeiro gol rubro-negro. Pouco depois, aos 23, Rossetto teve boa chance após cruzamento de Carleto e mandou por cima.

Fonte BANDA B