Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

BRDE lança campanha para eliminar uso de copos plásticos

16 de junho de 2018 às 10:07

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) completa 57 anos nesta sexta-feira (15) consolidado como instituição indutora do desenvolvimento econômico e social da Região Sul. Para comemorar a data, o banco lançou uma campanha para eliminar o uso de copos plásticos nas agências do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, entregando a cada colaborador um copo ecológico e uma caneca de porcelana.

A iniciativa integra a política de responsabilidade socioambiental do BRDE e contempla os objetivos da Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P). Na Agência Paraná, além da entrega de copos ecológicos e canecas, uma estrutura em forma de árvore, toda feita com copos plásticos usados, foi instalada na entrada do prédio para receber colaboradores e visitantes.

De acordo com o diretor-presidente da instituição, Orlando Pessuti, com esta iniciativa o banco reafirma o compromisso com o futuro através de um gesto simples, mas que significa livrar o ambiente do descarte anual de 550 mil copos plásticos. Essa é a quantidade de unidades descartadas por ano no Banco, o equivalente a 1.350 metros cúbicos de copos, a 14 carretas de três eixos e três vans. Um copo plástico leva 400 anos para se decompor na natureza.

Com a eliminação dos copos plásticos, o BRDE terá uma economia de R$ 20 mil por ano. “Mais que isso, a iniciativa representa o esforço da instituição e que une a todos do BRDE na preocupação com a eficiência na atividade pública e na promoção da preservação ambiental”, destaca Pessuti.

DESAFIOS FUTUROS – “O BRDE tem bons motivos para comemorar seus 57 anos de atuação. Mesmo com um cenário desfavorável, o banco viabilizou investimentos de R$ 4,07 bilhões em 1.073 municípios do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, em 2017”, afirma o diretor-presidente do Banco.

Em 2017, foram 33.065 postos de trabalho gerados e/ou mantidos; R$ 359 milhões/ano de receita adicional de ICMS para os Estados e R$ 177,6 milhões pagos de impostos.

“Tivemos um bom resultado em 2017, destacando que o BRDE encerrou o ano mantendo a posição de maior repassador de recursos entre as instituições financeiras credenciadas pelo BNDES na Região Sul, e o sexto colocado no país”, avalia o diretor de Operações do banco, João Luiz Regiani.

No primeiro quadrimestre de 2018, o banco já contratou R$ 433,5 milhões em operações de crédito que apresentaram importante desconcentração de funding. O padrão histórico de 95% de recursos provenientes do BNDES recuou para 75%, complementados por 12% da Finep, 6% de recursos próprios, 3% do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), 2% do Fungetur e 2% de operações de Prestação de Garantias.

Fruto do esforço de 464 colaboradores nas três agências, a receita com recuperação de créditos passou de R$ 30,7 milhões no primeiro quadrimestre de 2017 para R$ 64,2 milhões no mesmo período de 2018.

O BRDE tem 35.366 clientes ativos, sendo 2.807 micro, pequenas e médias empresas e 31.938 produtores rurais. A carteira de crédito é de R$ 14 bilhões e o Patrimônio Líquido de R$ 2,53 bilhões. Os ativos totais chegaram a R$ 16,91 bilhões.

SUSTENTABILIDADE – Com o programa BRDE PCS – Produção e Consumo Sustentáveis, que apresenta spread menor e prazos de pagamento mais longos do que as linhas convencionais, o banco tem se aliado aos esforços mundiais pela sustentabilidade.

Estudo mostra que 83% dos financiamentos do BRDE são aderentes aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS da ONU, em cinco eixos de impacto: Agropecuária sustentável; Energias limpas e renováveis uso racional e eficiente da água; Gestão de resíduos e reciclagem; e Cidades sustentáveis.

Fonte: AENPR