Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Anvisa proíbe venda de lotes de fraldas descartáveis para crianças

18 de junho de 2018 às 17:56
A agência afirma que a fabricante descumpriu uma série de testes de qualidade; empresa diz que recorrerá da decisão

Diversos lotes de fraldas descartáveis Turma da Mônica Tripla Proteção tiveram as vendas proibidas em todo o país a partir desta segunda-feira (18), de acordo com uma decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A resolução exige o recolhimento dos lotes já distribuídos e a suspensão daqueles que ainda seriam entregues aos comerciantes.
Segundo a decisão, publicada no Diário Oficial da União, a fabricante teria descumprido uma série de testes de qualidade e ensaios pré-clínicos, como submeter a matéria-prima usada na fabricação a novos exames após cada alteração. De acordo com a resolução, os produtos acabados deverão ser submetidos aos seguintes ensaios pré-clínicos: irritação cutânea primária, irritação cutânea cumulativa e sensibilização, além disso deverão ser de natureza atóxica.
Recorre

Em nota divulgada à imprensa, a Kimberly-Clark Brasil informou que recolherá os lotes apontados em respeito à decisão da Anvisa, mas que recorrerá da determinação por não concordar com o teor. A empresa diz ainda que “conta com os mais altos níveis de qualidade e que tem procedimentos rigorosos em todo o seu processo produtivo”.
Segundo a Kimberly-Clark Brasil, os lotes mencionados no Diário Oficial com vencimento até setembro de 2018 “podem apresentar escurecimento no produto, em decorrência da oxidação do polímero (gel superabsorvente)”.

A empresa reforça que “com base em testes toxicológicos e dermatológicos, realizados em laboratórios externos, idôneos e independentes, os referidos produtos não causam nenhum dano à saúde dos consumidores”, e disponibiliza o telefone 0800 709 5599 para dúvidas e esclarecimentos.

Fonte: Gazeta do Povo