Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

NOTA DE FALECIMENTO: Faleceu em Prudentópolis o Sr: Jorge Bohaczuk

12 de julho de 2018 às 08:41
Jorge ficou conhecido até fora de Prudentópolis pelos desenhos que fazia.

Foto: Reprodução Redes Sociais

Jorge Bohaczuk nasceu no dia 14 de julho de 1947 em Prudentópolis. Aos 16 anos junto de seus pais mudou-se para Laranjeiras do Sul, onde residiu por algum tempo, mudando-se, posteriormente para cidades próximas como Candói, Pinhão, e Guarapuava. Mais tarde, retornou à cidade de Pinhão onde se casou. Passado algum tempo, retornou à sua terra natal,Prudentópolis, onde permaneceu até hoje. Sempre trabalhou no setor de madeireiras, exercendo inúmeras funções nesta empresas, em especial na afiação de serras. Inclusive, seu trabalho era esmerado e preciso, conseguindo com que cada serra tivesse um tipo de afiação destinado a uma espécie de madeira, para se ter um resultado mais aprimorado. Inclusive, durante o trabalho que desenvolvia na serraria, houve um fato curioso, presenciado por amigos e aqui testemunhado. Trouxeram algumas toras de monjoleiro que ficaram caídas dentro do rio por muito tempo, para serem serradas. Depois de algumas tentativas, as serras acabavam perdendo o fio e não havia sucesso no desdobramento das mesmas. Foi então que disseram que não havia o que fazer para serrar as mesmas. Jorge, com sua experiência, observou a situação e disse aos colegas. Esperem um pouco, pois para cortar esse tipo de madeira dura por natureza e conservada na água, tem de ser feita uma afiação diferente. Dito e feito, após afiar a serra, trouxe a mesma que acabou por desdobrar todas as toras. Paralelo a isto, estudava à noite, já que não havia tido a oportunidade de desenvolver seus estudos pelas mudanças de cidades e pelo trabalho iniciado logo cedo. Nas horas vagas, também desenvolvia a arte da música, já que tinha dom musical e aproveitava para aplicar seu talento no violão e acordeon. Graças a esse dom e as amizades, iniciou a formação de uma dupla com seu compadre Leonel Miketchen, a qual recebeu o nome de batismo deGuaíra e Guará. Durante muito tempo se apresentaram cantando músicas e sucessos da época em festas, bailes, incluindo apresentações em programas musicais do rádio e televisão. Depois de algum tempo, junto a outros amigos, formaram um conjunto musical que se chamava Os Filhos do Rincão, animando inúmeros bailes e festas pelo interior e localidades da região. Mais recentemente participou também do Grupo Roda de Amigos, de seu amigo José Lourenço, que também foi vereador desta Casa de Leis. O principal destaque deste grupo era a animação de festas de aniversários e casamentos, onde divertiam aos convidados com inúmeras apresentações musicais. Participante ativo das movimentações religiosas, iniciou com apresentações em missas, novenas, programações e festas religiosas, da Paróquia São João Batista, onde permanece até aos dias atuais. Junto à comunidade ucraniana também teve grande participação, pois durante mais de 25 anosfoi o acordeonista do conjunto musical do Grupo Ucraniano Brasileiro Veselka, inclusive participando dos festivais por várias cidades do país, onde o grupo conquistou várias vezes o título de campeão, como o Fenartec de Foz do Iguaçu. Também esteve acompanhando o grupo na Festa das Nações em Brasília, evento que reuniu representantes de várias etnias de regiões do Brasil. Atualmente desenvolvi uma antiga paixão. A de fazer desenhos em lápis grafite e de cor sobre papel cartolina além de lápis de cor e giz pastel seco sobre papel. Esse seu trabalho artístico é voltado basicamente para o desenho de retratos de pessoas.