Policial do 16º BPM é afastado em operação do Gaeco e Polícia Civil

20 de julho de 2018 às 16:19
A operação desencadeada na manhã de quinta feira (19), em Guarapuava, que investiga um esquema de ocultação de carros roubados no município, resultou, também, no afastamento de um policial militar que integra o 16º Batalhão de Polícia Militar (BPM). O comando do batalhão não informou, ainda, a qual destacamento o policial pertence. Pela manhã, quando o caso veio à tona, o Ministério Público do Paraná (MP-PR) só havia informado que um policial havia sido afastado por suspeita de participação no esquema, porém, não havia confirmado a qual batalhão do Paraná o policial pertencia. A operação envolve, também, os municípios de Londrina e Curitiba.

O procurador de justiça e coordenador estadual do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Leonir Batisti, confirmou que o policial militar afastado de suas funções é do batalhão, que está sediado em Guarapuava. Ele é suspeito de usar o banco de dados do Estado no esquema, repassando informações confidenciais aos criminosos. De acordo com Batisti, ele ainda não foi preso por falta de provas. O nome do policial, assim como dos demais envolvidos, segue em sigilo pela investigação do Gaeco e da Polícia Civil.

A OPERAÇÃO

Pela manhã, agentes do núcleo operacional de Guarapuava cumpriram 14 mandados de prisão preventiva e 16 mandados de busca e apreensão entre os três municípios. De acordo com o MP-PR, os mandados de prisão preventiva são dirigidos a oito homens e seis mulheres, dentre os quais sete têm envolvimento com crimes já apurados em inquérito ou ação penal. Foram 14 buscas em Guarapuava e duas em Londrina, realizadas em dez residências e seis locais comerciais.

Investigações paralelas em Curitiba e Guarapuava apuraram que a organização criminosa comprava veículos roubados, principalmente em Curitiba e Região Metropolitana, e ocultava-os em Guarapuava, adulterando os sinais e obtendo documentos falsos de automóveis com as mesmas especificações. Em seguida, os carros eram anunciados em sites de venda na internet. Em Guarapuava, 11 carros foram apreendidos até o momento, alguns deles considerados de luxo.

Entre os crimes da organização criminosa, estão receptação, adulteração de sinais de veículos, falsificação de documentos e estelionato. Ainda não foram identificados os autores dos roubos, mas a investigação desconfia que eles eram encomendados pelos receptadores.

Fonte: RedeSul de Noticias

Prudentópolis
30º
Tempo nublado
Ponta Grossa
26º
Chuvas esparsas
Guarapuava
27º
Tempo nublado
Curitiba
28º
Parcialmente nublado
Londrina
34º
Parcialmente nublado
União da Vitória
30º
Tempo nublado
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel e o PAF comunicam o falecimento do senhor Miro Stefanovicz aos 86 anos.
  • É com pesar que a funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento da sra Amelia Horodenski aos 84 anos.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do senhor Elias Saplak aos 91 anos.
  • Convite para missa de 7° dia de falecimento
  • É com pesar que a Funerária Anjo Gabriel e o PAF, comunicam o falecimento da Sra. Ana Ditkun.
  • É com pesar que a Funerária São Josafat e o Plano Sindi – Saúde, comunicam o falecimento da Sra. Alayde Lichi Americano.
  • Novo Posto Avançado do Detran-PR em Pontal do Paraná já está em funcionamento
  • Alunos da rede estadual se engajam no combate à dengue no Paraná
  • Sanepar retira 355 toneladas de lixo das praias e bate recorde de produção de água
  • Bispos do PR visitam Itaipu e ressaltam parcerias sociais da usina com a Cáritas, vinculada à Igreja Católica
  • Paraná foi o terceiro estado mais visitado por turistas internacionais em janeiro
  • Parques do Interior impulsionam crescimento de 64% do turismo nas Unidades de Conservação