Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Coritiba abusa dos erros, empata com o São Bento em casa e se distancia do G4

21 de julho de 2018 às 19:12
Time abriu dois de vantagem no início do jogo, mas cedeu igualdade ao adversário e fica longe do G4

Tinha tudo para ser uma vitória tranquila, mas o Coritiba conseguiu se complicar e ficou apenas no empate com o São Bento, em 2 a 2, na tarde deste sábado (21), no Couto Pereira, pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time paranaense chegou a abrir dois de vantagem, mas oscilou dentro do jogo e deixou os visitantes igualarem. O resultado deixa a equipe longe do G4 da competição.

O Verdão viveu do céu ao inferno em uma tarde. O primeiro tempo foi de festa, com direito a golaço de letra, Wilson marcando de pênalti e uma vantagem adquirida. Mas a irregularidade do time fez com que a torcida vaiasse na segunda etapa e deixasse o Alto da Glória com um gosto de derrota.

O tropeço dentro de casa deixou a equipe do técnico Eduardo Baptista com 24 pontos e na 9ª colocação da Série B, distante do G4. O Coxa volta a campo na próxima terça-feira (24), às 19h30, diante do Goiás, no Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, para buscar a sua primeira vitória como visitante.

O jogo

O primeiro tempo foi de dois extremos para o Coritiba. O início foi eletrizante, em cima do adversário e com direito a gol com apenas dois minutos de partida. Jonatas Belusso se esforçou, evitou a saída da bola pela direita e cruzou rasteiro para Yan Sasse, de letra, marcar um golaço e colocar os mandantes na frente.

O São Bento equilibrou o jogo e passou a rondar a área alviverde em busca do empate. Mas os donos da casa trataram logo de conter o ímpeto do adversário. Aos 29 minutos, em cruzamento na área, Leandro Silva foi puxado e o árbitro marcou pênalti. O goleiro Wilson cobrou com perfeição e aumentou o placar.

Só que o Coxa por pouco não se complicou na parte final. O time sorocabano voltou a crescer no jogo e aproveitou duas falhas de William Matheus para balançar as redes. Aos 35 minutos, a bola veio cruzada da direita na área e encontrou Ricardo Bueno, de cabeça, para descontar. Pouco depois, aos 38, foi a vez de Cléo Silva receber lançamento, driblar Wilson e marcar, mas a arbitragem enxergou posição irregular do camisa 7 e invalidou o gol.

O segundo tempo foi um verdadeiro inferno astral para os mandantes. A equipe oscilou dentro de campo e assistiu o São Bento crescer e se tornar superior durante todo o tempo. O Coxa teve uma boa oportunidade logo no início, aos quatro minutos, mas Yan Sasse não alcançou o cruzamento de Guilherme Parede. Depois disso só deu os visitantes. Paulinho e Ricardo Bueno tentaram duas vezes, mas Wilson salvou na primeira e a defesa travou na segunda.

A situação ficou ainda mais complicada quando Uillian Correia recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com um a mais em campo, o São Bento seguiu pressionando e conseguiu o êxito. Aos 38 minutos, após cruzamento na área, Ricardo Bueno apareceu na segunda trave e mandou para o fundo das redes para igualar a partida e deixar os torcedores irritados com o tropeço em casa na Série B.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 2X2 SÃO BENTO

Local: Estádio Couto Pereira.
Data: Sábado, 21 de julho de 2018.
Horário: 16h30.
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG).
Assistentes: Márcio Eustáquio Sousa Santiago (MG) e Luiz Antônio Barbosa (MG).
Público e renda: 6.756 pagantes | 7.172 total | R$ 118.645,00

Coritiba: Wilson; Leandro Silva, Thalisson Kelven, Rafael Lima e William Matheus; Vitor Carvalho (Simião), Uillian Correia e Yan Sasse (Kady); Alisson Farias, Guilherme Parede e Jonatas Belusso (Júlio Rusch).
Técnico: Eduardo Baptista.

São Bento: Rodrigo Viana; Tony (Ronaldo), Ewerton Páscoa, Anderson Sales e Paulinho; Fábio Bahia, Doriva e Dudu Vieira (Lucas Farias); Branquinho (Diogo Oliveira), Cléo Silva e Ricardo Bueno.
Técnico: Marquinhos Santos.

Gols: Yan Sasse (CFC) aos 2′, Wilson [de pênalti] (CFC) aos 31′ e Ricardo Bueno (SBO) aos 35′ do primeiro tempo e 38′ do segundo tempo.
Cartões amarelos: Thalisson Kelven e Uillian Correia (CFC); Anderson Sales e Branquinho (SBO).
Cartão vermelho: Uillian Correia (CFC).