Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

HENRIQUE VALORIZA ENTREGA DO CORINTHIANS, MAS LAMENTA RESULTADO DIANTE DO ATLÉTICO-PR

5 de agosto de 2018 às 19:54
Henrique valorizou a entrega do Corinthians e o desempenho em campo.

O Corinthians só ficou no empate sem gols com o Atlético-PR na noite deste sábado, porém, o zagueiro Henrique teve atuação destacada. Mesmo com a falta de entrosamento da linha defensiva, que jamais havia atuado junta, fato destacado pelo companheiro de zaga Pedro Henrique, Henrique valorizou a entrega do Corinthians e o desempenho em campo.

“Sabíamos que o Atlético era uma equipe de qualidade, difícil de jogar. A equipe se empenhou, se dedicou, buscou, mas sabíamos que não seria fácil. Acho que por causa das mudanças, a equipe se portou bem, foi um jogo corrido, de contra-ataques. Foi um jogo complicado, difícil. A equipe está de parabéns pelo que jogou, pelo que demonstrou dentro de campo, não pelo resultado, mas pelo desempenho”, analisou.

Henrique não errou passes diante do Atlético-PR, tentando 67 toques e acertando todas as tentativas. O zagueiro também realizou dois lançamentos corretos, com dois bloqueios de chutes adversários, além de quatro rebatidas. Os números são do portal Footstats. De acordo com o camisa 3 do Timão, o Campeonato Brasileiro é muito complicado e os adversários vêm à Arena para explorar contra-ataques.

“O Brasileiro é muito complicado. Os times vêm aqui jogando fechado, esperando os nossos erros.Diante das nossas mudanças, até pela questão da falta de treinamento juntos, claro que a gente não sai satisfeito com o resultado, mas pelo jogo em si, por aquilo que colocamos dentro de campo”, ponderou.

Como destacado pelo Meu Timão, Henrique havia batido a marca de mais de 40 jogos completos e em sequência pelo Corinthians diante da vitória contra a Chapecoense, na Copa do Brasil. O técnico Osmar Loss promoveu mudanças na linha defensiva contra o Atlético-PR neste sábado, como as entradas de Thiaguinho e Carlos Augusto nos lugares de Fagner e Danilo Avelar, respectivamente, mas não abriu mão do experiente zagueiro, o qual disse que estava bem, já que toda a equipe se ajuda bastante e, consequentemente, o ajuda.

“Eu estou bem, ali atrás. A equipe inteira me ajuda, ali atrás não se desgasta tanto como no meio e todo mundo se ajuda bastante”, finalizou.