Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Atlético vence com jogada de ex-reservas e entra no Top 5 do pós-Copa

29 de agosto de 2018 às 21:29

Foto: Geraldo Bubniak

O Atlético Paranaense venceu por 1 a 0 o Vasco, nessa quarta-feira à noite, na Arena da Baixada, em partida adiada da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou em 13º lugar, com 24 pontos. A equipe carioca está na 15ª colocação, com 24 pontos.

O gol da vitória saiu em jogada de dois ex-reservas. O zagueiro Léo Pereira, que virou titular graças às lesões de Thiago Heleno e Paulo André, cruzou a bola para o meia Raphael Veiga marcar de cabeça. Veiga era substituto com o técnico anterior, Fernando Diniz, demitido durante a pausa para a Copa do Mundo da Rússia. Com a chegada do técnico Tiago Nunes, o meio-campista virou titular e ganhou destaque. Nesse período, ele disputou sete jogos no Brasileirão, marcou três gols e fez duas assistências.

Com a vitória sobre o Vasco, o Atlético entrou no Top 5 do pós-Copa. Nesse período após a pausa para a Copa da Rússia, os cinco times que mais somaram pontos no Brasileirão são o São Paulo (22 pontos), o Internacional (20), o Palmeiras (18), o Grêmio (17) e Atlético-PR (15). O time paranaense tem uma partida a menos que os demais.

TÉCNICO
O técnico Tiago Nunes soma agora seis vitórias, quatro empates e uma derrota no comando do time principal do Atlético.

FASES
Contando todas as competições, o Atlético chegou agora a oito partidas sem perder (seis vitórias e dois empates). O Vasco amarga um jejum como visitante, pois ainda não venceu fora de casa no Brasileirão (quatro empates e cinco derrotas).

FREGUESIA
Desde a construção da Arena, em 1999, o Atlético enfrentou o Vasco 14 vezes nesse estádio, agora com nove vitórias, quatro empates e uma derrota — foi na Copa Sul-Americana de 2007.

ARBITRAGEM
O Atlético pediu pênalti no 1º minuto do 2º tempo. No lance, Luiz Gustavo trombou e derrubou Pablo na área. O árbitro nada marcou.

ESCALAÇÃO
Os desfalques no Atlético eram Paulo André, Thiago Heleno e Marcelo Cirino, em recuperação, além de Nikão, suspenso. O meia Bruno Nazário foi o escolhido para o lugar de Nikão. Tiago Nunes manteve o esquema tático 4-2-3-1. Já o Vasco não contava com Maxi López, Wagner, Giovanni Augusto, Ramon, Leandro Castan, Breno, Werley, Henríquez e Rildo. O time começou o jogo no esquema 4-1-4-1.

PRIMEIRO TEMPO
O Vasco começou muito recuado e sem preocupação em contra-atacar. O time carioca esperava erros do adversário para poder avançar. E as falhas foram frequentes pelo lado do Atlético, que teve uma atuação fraca no aspecto individual. O time paranaense manteve a mesma postura dos últimos jogos, com Lucho e os dois laterais bem avançados e muita mobilidade do quarteto ofensivo. No entanto, o Vasco foi eficiente na marcação e cedeu poucos espaços. O Furacão levou perigo em quatro lances na primeira etapa, enquanto a equipe carioca teve duas grandes chances para marcar, ambas em falhas graves do goleiro Santos. No final do 1º tempo, aos 41, o ponta Marcinho saiu lesionado. Entrou o colombiano Plata.

SEGUNDO TEMPO
O Atlético voltou para o segundo tempo aplicando ritmo intenso e bombardeando o adversário. A estratégia deu certo. O Vasco sentiu a pressão e levou o gol aos 18. Léo Pereira cruzou da intermediária e Veiga, na marca do pênalti, cabeceou para fazer 1 a 0. Depois do gol, o time carioca tentou sair para o jogo, mas encontrou poucos espaços. Aos 27, Nazário saiu e entrou o lateral-esquerdo Márcio Azevedo, que ficou improvisado no lado esquerdo do setor ofensivo. O esquema não mudou. Aos 36, troca de volantes: saiu Lucho e entrou Bruno Guimarães.

ESTATÍSTICAS
Em 90 minutos, o Atlético somou 11 finalizações (3 certas), 55% de posse de bola, 81% de eficiência nos passes e 7 escanteios. O Vasco arrematou 15 vezes (3 certas) e teve 45% de posse de bola, 82% de eficiência nos passes e 5 escanteios. Os dados são do WhoScored.

ATLÉTICO 1 x 0 VASCO
Atlético: Santos; Jonathan, Zé Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington e Lucho González (Bruno Guimarães); Marcinho (Plata), Raphael Veiga e Bruno Nazário (Márcio Azevedo); Pablo. Técnico: Tiago Nunes
Vasco: Martín Silva; Lenon, Luiz Gustavo, Bruno Silva e Henrique; Raul e Desábato (Thiago Galhardo); Yago Pikachu, Andrey e Vinícius Araújo; Andrés Rios (Kelvin). Técnico: Alberto Valentim
Gols: Raphael Veiga (18-2º)
Cartões amarelos: Léo Pereira (A). Luiz Gustavo (V).
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Público: 12.907 total
Local: Arena da Baixada

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo

5 – Veiga cobra escanteio. Zé Ivaldo sobe e cabeceia ao lado do gol.
11 – Lucho tropeça. André Ríos aproveita e chuta de fora da área. Zé Ivaldo desvia para escanteio.
25 – Santos erra passe dentro da área. Vinícius Araújo fica na cara do gol, mas chuta para fora.
26 – Veiga rouba a bola no ataque. Pablo recebe na área e chuta cruzado. O goleiro espalma.
30 – Pikachu bate escanteio. Santos corta mal. Raul pega rebote na área e chuta. Santos espalma. Rios chuta sobre o gol.
36 – Jonathan toca para Veiga, que chuta de fora da área. A bola vai ao lado.
42 – Wellington rouba a bola e arma o contra-ataque. Plata tenta colocar Nazário na cara do gol, mas o goleiro chega antes.

Segundo tempo
1 – Renan Lodi cruza. Luiz Gustavo se atira e derruba Pablo na área. O árbitro não marca pênalti.
2 – Veiga cobra escanteio. Léo Pereira ajeita de cabeça e Zé Ivaldo chuta perto, ao lado do gol.
4 – Falta na esquerda. Veiga cruza. Zé Ivaldo chuta na trave.
8 – Pressão do Vasco. Rios e Andrey tentam chutes na área, mas a defesa do Atlético bloqueia.
18 – Gol do Atlético. Léo Pereira cruza da intermediária. Veiga cabeceia forte.
34 – Falta quase na meia-lua. Andrey chuta forte, no alto. Santos espalma.
38 – Cruzamento da direita. A zaga tira mal. Yago Pikachu pega o rebote na área e chuta. Zé Ivaldo salva.
48 – Galhardo cruza. Vinícius cabeceia perto, ao lado.

Fonte: Bem Paraná