Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Prudentópolis recebe hoje o Mês da Literatura

31 de agosto de 2018 às 06:40

Montagem da exposição “Letras do Paraná” no hall da SEEC. Curitiba, 14 de agosto de 2017. Foto: Kraw Penas/SEEC

Nessa sexta-feira (31), às 14h00, o município de Prudentópolis recebe a terceira edição do “Mês da Literatura” com a presença da escritora  Cléo Busatto, ao lado da praça da casa cultura, pela Caravana Literária.

Promovido pela Secretaria de Estado da Cultura do Paraná, o Mês leva às cidades paranaenses atividades relacionadas ao livro e um panorama da cena literária do Paraná e nacional. Entre as ações da programação estão as “Caravanas Literárias” que reúnem mais de quinze escritores paranaenses e nacionais para percorrer 45 municípios do Paraná, dos Campos Gerais ao Norte. Eles visitam as cidades promovendo debates sobre o livro, leitura e a formação de leitores em espaços culturais, escolas e bibliotecas.

O evento teve inauguração em Curitiba no dia 24 de agosto com a inauguração da  exposição “Meu coração de Polaco voltou”, composta por painéis com reprodução de textos, fac-símiles, fotos do acervo particular, livros e documentos originais do artista Paulo Leminski.  A data de abertura do “Mês da Literatura” é uma homenagem ao nascimento de Leminski.Além da mostra, a programação do evento promove também oficinas, contação de histórias e a exposição itinerante “Palavras do Paraná”, nos municípios de Curitiba e Guaíra.

Segundo o secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani, o que se espera é que o evento amplie a discussão literária no Estado. “Nós sabemos da importância do livro, do ler, como um agente de transformação para uma cidadania melhor. Por isso, o evento leva escritores e debates que incentivam as pessoas a conhecer e se aventurar no mundo da literatura”, comenta.

Entre os autores convidados estão romancistas Milton Hatoum, Henrique Schneider e Oscar Nakasato, escritores infantojuvenis como Cléo Busatto, Jaqueline Conte, José Roberto Torero e Flávio de Souza, os poetas Luiz Felipe Leprevost, Henrique Rodrigues e Sônia Barros, cronistas como Kledir Ramil, e Marcelo Moutinho, os críticos Marcelo Sandmann e Juliana Cortes e  os jovens autores Norbert Heinz e Rodrigo Ciríaco.

Sobre o Mês

O “Mês da Literatura” está inserido no Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura (PELLL) e deve entrar para o calendário cultural do Estado. Além de fomentar e valorizar a leitura, incentivar e difundir a produção literária paranaense, o evento descentraliza a cultura ao levar autores em pequenos e médios municípios.

 

Sobre Cléo Busatto

Cléo publicou seu primeiro livro em 2001, Dorminhoco. Pegou gosto e não parou mais. Tem mais de 20 obras editadas, entre literatura para crianças e jovens, teóricos sobre oralidade e multimídias, que venderam em torno de 190 mil exemplares. Eles fazem parte de programas de leitura e catálogos internacionais, como o da Feira do Livro Infantil de Bolonha – Itália. Em 2016, A fofa do terceiro andar foi finalista ao Prêmio Jabuti, na categoria juvenil.Contou histórias para mais de 100 mil pessoas*, no Brasil e exterior. Produziu e narrou histórias no meio digital, resultado de uma pesquisa que originou quatro CD-ROMs e foi tema da minha dissertação de mestrado, na UFSC.Participou da formação de mais de 50 mil pessoas*, em oficinas e palestras, com os temas: oralidade, leitura e literatura. É Mestre em Teoria Literária, pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, e pesquisadora transdisciplinar formada pelo Centro de Educação Transdisciplinar – CETRANS | SP.