Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Força-tarefa resulta em seis prisões por furto de energia em Curitiba

5 de setembro de 2018 às 22:12

Colaboração Repórter Kiko de Oliveira.

Foto: Policia Civil

Seis pessoas suspeitas de furtar energia elétrica foram presas na manhã desta quarta-feira (05/09), durante uma ação coordenada pela Polícia Civil para identificar possíveis receptadores de materiais de cobre furtados. Os suspeitos presos são gerentes de barracões de produtos recicláveis. A ação aconteceu no bairro Parolin, em Curitiba.

Em todos os locais fiscalizados, foram constatadas ligações clandestinas de energia elétrica. A polícia também encontrou parte de uma lixeira da Prefeitura de Curitiba, em um dos barracões visitados pela equipe.

A força-tarefa envolveu mais de 50 servidores públicos, entre policiais civis da da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA, guardas municipais e fiscais da Prefeitura de Curitiba. As abordagens foram acompanhadas por representantes de empresas de telecomunicações e por fiscais das secretarias de Meio Ambiente, de Trânsito e de Urbanismo.

De acordo com a delegada-adjunta da Divisão de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), Vanessa Alice, os locais vistoriados foram definidos com base em denúncias realizadas pelas próprias empresas de telecomunicação e informações colhidas pelos policiais. “Esta é mais uma ação dentre outras diversas que estamos realizando para coibir o volume de furtos de cabos ou materiais, que vem causando não apenas prejuízos para as empresas, mas também transtornos para a população”, afirma a delegada.

Para o delegado-chefe da  Divisão de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), Alexandre Macorin, a intenção é realizar ações como esta de forma periódica, como uma medida mais incisiva de combate ao furto de materiais de metais reaproveitáveis. “Os furtos que acontecem na rede elétrica ou no cabeamento que alimenta os serviços de telecomunicação podem gerar transtornos graves, como cancelamentos de cirurgias. Por isso temos seguido as orientações da Secretaria de Segurança Pública para direcionar esforços para reduzir o número de furtos”, afirma Macorin.

APREENSÕES – Em menos de 30 dias, a Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) acumulou mais de cinco toneladas em materiais apreendidos. No dia 7 de agosto, policiais da especializada localizaram na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) 500 quilos de fios de cobre que haviam sido furtados de cabeamentos de uma operadora de telefonia. No dia 24 de agosto, os investigadores encontraram mais de 8 mil hidrômetros (quase quatro toneladas) em um barracão de recicláveis no bairro Guabirotuba.

“A Delegacia de Furtos e Roubos tem atendido a uma solicitação da Divisão de Crimes Contra o Patrimônio para identificar os eventuais locais de destino dos materiais furtados. Desse modo, as equipes não têm medido esforços e os resultados já são bastante evidentes”, afirma o delegado-titular da DFR, Matheus Laiola.

As seis pessoas foram encaminhadas à delegacia e autuadas em flagrante pela crime furto de energia, uma delas também foi autuada por receptação qualificada. Para os autuados pelo crime de furto foi arbitrado fiança.

Fonte: Policia Civil