Governadora sanciona lei que cria consórcio de saúde da região Central

16 de novembro de 2018 às 06:28

Foto: Jonas Oliveira/Governadoria

A governadora Cida Borghetti sancionou na quarta-feira (14) a lei que ratifica a constituição do Consórcio Intergestores de Saúde da 5ª Região de Saúde, que concentra 460 mil moradores. O consórcio reúne 15 municípios da região Central do Paraná e o Governo do Estado e, uma vez constituído, será o administrador do Centro de Especialidades do Paraná, em Guarapuava, que já está pronto e deve ser inaugurado ainda neste ano.

O consórcio também vai administrar o Centro de Especialidades Odontológicas e o Serviço de Saúde Mental, além da unidade descentralizada de Laranjeiras do Sul. Com isso, a população da região Central terá acesso a serviços ambulatoriais especializados de média e alta complexidade, serviços de urgência e emergência pré-hospitalar e ambulatórios especializados.

“Com essas medidas estamos estruturando ainda mais a saúde de Guarapuava e da região Central, ampliando o acesso das pessoas às políticas públicas da área, e regionalizando o atendimento para que elas não precisem viajar longas distâncias para buscar assistência médica”, disse Cida.

HISTÓRICO – Este é o primeiro consórcio de saúde que tem a participação do Governo do Paraná. Em junho deste ano, o Estado e os municípios assinaram protocolo de intenções para a sua criação. Após esse primeiro passo, a proposta recebeu a concordância formal dos prefeitos e foi aprovada pelas Câmaras de Vereadores dos 15 municípios. Em setembro, o projeto de lei que ratifica o consórcio foi enviado à Assembleia Legislativa.

Atualmente, a região Central do Estado tem quatro consórcios – dois em Guarapuava e dois descentralizados em microrregiões. A lei sancionada pela governadora unifica todos no Consórcio Intergestores da 5ª Regional de Saúde, de forma a facilitar a integração para o gerenciamento e funcionamento do Centro de Especialidades. Além disso, um único consórcio para todos os municípios deverá gerar economia de escala, eficiência e qualidade na aquisição dos serviços de saúde.

CENTRO DE ESPECIALIDADES – O Governo do Estado investiu R$ 9,1 milhões na construção do Centro de Especialidades de Guarapuava, que já está concluído. Ele começará a atender assim que o consórcio for formalmente constituído. No local será possível fazer exames de várias especialidades, como raio-x, ultrassonografia, oftalmologia, audiometria e eletroencefalografia, e também terá estrutura para cirurgias ambulatoriais.

São 21 consultórios médicos especializados e consultórios para atendimento com equipe multidisciplinar. A unidade será referência também para o atendimento da Rede Mãe Paranaense na região.

Fonte: AENPR

Prudentópolis
23º
Tempo limpo
Ponta Grossa
23º
Tempo limpo
Guarapuava
22º
Tempo limpo
Curitiba
24º
Tempo limpo
Londrina
23º
Tempo limpo
União da Vitória
24º
Tempo nublado
  • É com pesar que a Funerária Anjo Gabriel e o PAF comunicam o Falecimento do SR. João Novakoski aos 81 anos.
  • É com pesar que a Funerária São João e o plano UNIPAZ comunicam o falecimento do Sr. João Grescyczyn. Ocorrido hoje, aos 89 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o plano UNIPAZ comunicam o falecimento da Sra. Leci Fernandes Marins. Ocorrido hoje, aos 62 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o plano UNIPAZ comunicam o falecimento da Sr. Januário Mazur. Ocorrido ontem, aos 48 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e Plano o UNIPAZ, comunicam o falecimento do Jovem Idinei Ribeiro, aos 31 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Metodio Kuchla aos 68 anos.
  • Vendas do comércio varejista avançam 4% no Paraná no primeiro quadrimestre
  • Agepar promove consulta pública para convênios entre a entidade e municípios
  • O prefeito de Prudentópolis, Osnei Stadler recebeu duas premiações em Brasília
  • Governo propõe criação de fundo para alavancar investimentos em infraestrutura
  • Campo da Secretaria do Esporte abrigará festival de rugby para crianças de escolas municipais
  • Governo envia à Assembleia projeto de lei para rede de atendimento de psicoativos