Moro recebe 10 medidas de combate ao contrabando e comércio ilegal no Brasil

17 de janeiro de 2019 às 07:50

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, recebeu nesta quarta-feira (16), um plano contendo 10 medidas para combater o contrabando e o comércio ilegal no Brasil. A proposta, que tem foco especial no Paraná, é resultado de um trabalho de inteligência junto aos grupos e os locais de maior incidência deste tipo de ilícito no Estado.

“Buscamos, junto ao ministro Moro, uma sintonia de propósitos e fortalecimento de combate às organizações criminosas e ao contrabando”, disse o presidente da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) e SindiAbrabar, Fábio Aguayo. A audiência é resultado da organização do  Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO) e da Frente Parlamentar de Mista de Combate ao Contrabando e da Abrabar.

“Nossa atuação terá como um dos focos, combater o contrabando em todo país, especialmente nas áreas que estão mais vulneráveis devido as especificações de fronteiras”, disse Moro. “Estamos preparando um plano e aceitamos todas as sugestões que vierem da sociedade e da Frente Parlamentar”, completou.

“Toda a estrutura nossa estará atenda as ações da Frente Parlamentar neste sentido”, completou O ministro. A reunião com Moro contou com presença do deputado federal Efrain Filho, presidente da Frente Parlamentar Mista; do diretor de Relações Governamentais e Institucionais da Souza Cruz, Delcio Sandi;  do presidente do ETCO, Edson Vismona; e do ex-embaixador do Brasil no Mercosul, Regis Arsalian.

10 medidas contra o mercado ilegal

O plano “Mercado Ilegal = Crime, + Violência + Evasão Fiscal”, elaborado pelo Centro de Estudos de Direito Econômico Social (CEDES) e Instituto de Ética Concorrencial (ETCO), contém 10 medidas contra o mercado ilegal:

1 – Criar sistema integrado de órgãos e entidades de inteligência para mapear possíveis rotas de escoamento de produtos do mercado ilegal

2 – Definir as atribuições de cada órgão da Administração Pública para o combate ao mercado ilegal

3 – Destinar recursos específicos para o combate ao mercado ilegal

4 – instituir a cooperação entre órgãos de fiscalização de diferentes países

5 – Estimular o desenvolvimento socioeconômico nas regiões fronteiriças

6 – Fortalecer as medidas punitivas acessórias ao combate ao contrabando

7 – Incluir os crimes de contrabando e descaminho nas metas prioritárias dos Poderes Executivo e Judiciário

8 – Tornar mais severo o tratamento criminal para os atos praticados por organizações criminosas

9 – Reequilibrar os regimes tributários que estimulam o mercado ilegal

10 – Adotar medidas especiais de tributação para devedores contumazes

Prudentópolis
16º
Tempo nublado
Ponta Grossa
16º
Tempo nublado
Guarapuava
13º
Tempo nublado
Curitiba
18º
Tempo nublado
Londrina
19º
Chuvas esparsas
União da Vitória
17º
Parcialmente nublado
  • É com pesar que a Funerária São Josafat e o Sindi Saúde, comunicam o falecimento do Sr Edmundo Krassowski.
  • É com pesar que a Funerária São João comunica o falecimento do Sr Nestor Gaudeda.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Erondina da Silva.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel  comunica o falecimento do Sr Paulo Rebinski aos 52 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Vassilio Okaranski Neto aos 59 anos.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Jordão Rodrigues dos Santos aos 73 anos
  • Novo sistema da Secretaria da Fazenda reduz em 10 dias os pagamentos de RPVs
  • Copel oferta curso gratuito de roçada sob redes e linhas de distribuição em dez municípios
  • BID destaca gestão de dados do Paraná em avaliação da administração fiscal
  • Intercâmbios, novos professores e plataformas em alta marcam primeiro trimestre da Educação
  • Moradores de Teixeira Soares encontram tucano de especie rara.
  • Com programa Parceiro da Escola, Governo do Estado quer expandir qualidade da educação