Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Paraná e Athletico empatam o clássico e seguem vivos na Taça Barcímio Sicupira

3 de fevereiro de 2019 às 22:13
Com o resultado, os dois times respiram e vão para a última partida brigando pela classificação às semifinais do torneio. O Paraná agora encara o Londrina, fora de casa, precisando vencer e secar Coritiba, Cascavel CR e Cianorte. Já o Rubro-Negro recebe o Cianorte, na Arena da Baixada, e torce contra Tubarão, Operário, Toledo e Maringá. Os dois jogos acontecem no próximo domingo (10), às 17h.

Se ficou o sentimento de frustração por um lado e de alívio para o outro, o importante é que Paraná e Athletico seguem vivos na Taça Barcímio Sicupira Júnior. Debaixo de muita chuva, o Tricolor saiu na frente, dominou boa parte do tempo, mas viu o Furacão alcançar o empate, em 1 a 1, na tarde deste domingo (03), na Vila Capanema, pela penúltima rodada do primeiro turno do Campeonato Paranaense.

Com o resultado, os dois times respiram e vão para a última partida brigando pela classificação às semifinais do torneio. O Paraná agora encara o Londrina, fora de casa, precisando vencer e secar Coritiba, Cascavel CR e Cianorte. Já o Rubro-Negro recebe o Cianorte, na Arena da Baixada, e torce contra Tubarão, Operário, Toledo e Maringá. Os dois jogos acontecem no próximo domingo (10), às 17h.

Antes disso, o Tricolor vira a chave para a Copa do Brasil, pela qual tem duelo decisivo, na próxima quarta-feira (06), às 21h30, diante do Itabaiana-SE, em Aracaju.

O jogo

Marcando o adversário em seu campo de defesa, o Paraná adotou uma postura ofensiva e começou melhor o clássico. Buscando as jogadas de ultrapassagem pelos dois lados, o Tricolor encontrou fragilidade no lado direito defensivo rubro-negro e não demorou para abrir o placar. Aos 13 minutos, Fernando Neto recebeu nas costas da marcação e cruzou na pequena área para Jenison, embaixo da trave, ter apenas o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

A chuva voltou a cair na meta do primeiro tempo e o jogo começou a ficar mais pegado. O Athletico tentou aproveitar a chance para subir as linhas e pressionar o Tricolor, que se fechou e passou a chamar o adversário para o seu campo para apostar nos contra-ataques.

Nestas jogadas de velocidade ou pressionando a saída athleticana, o Paraná por pouco não chegou no segundo gol. Primeiro, Jenison aproveitou falha de Éder e finalizou. Depois, Andrey tentou na transição rápida. Em ambas, o goleiro Léo defendeu.

O Furacão, por sua vez, conseguiu criar apenas uma chance de perigo na etapa inicial. Nos minutos finais, João Pedro tabelou com Bergson e a bola sobrou para Marquinho, que chutou firme e Thiago Rodrigues fez boa defesa.

Na tentativa de organizar a equipe em campo, o técnico Rafael Guanaes mexeu no time na volta do intervalo e colocou Vitinho na vaga de Reginaldo, deslocando Anderson Plata para o lado direito. Sem a melhoria no desempenho, pouco depois o treinador sacou Plata e colocou Bruno Rodrigues.

Com um homem a mais no setor ofensivo, o Furacão cresceu de produção e forçou o goleiro Thiago Rodrigues a trabalhar. Primeiro, Vitinho finalizou, a bola desviou e o camisa 1 fez boa defesa. Pouco depois, foi a vez de Bruno Rodrigues bater colocado e Thiago voar no canto esquerdo para espalmar.

Sentindo a queda no ritmo da equipe, Dado Cavalcanti também mexeu no Tricolor e não sentou em cima da vantagem. Para dar mais velocidade no ataque, o treinador tirou Higor Leite e Andrey para as entradas de Maicosuel e Keslley.

Mas o favorecido pelas alterações e com a segunda etapa foi mesmo o Furacão. O Paraná teve a chance de matar o jogo nos pés de Maicosuel, aos 33 minutos, mas o chute passou tirando tinta da trave de Léo. No famoso bordão do “quem não faz, toma”,  o Athletico aproveitou para chegar ao empate logo na sequência. Aos 37, Matheus Anjos chutou forte, Thiago Rodrigues deu rebote e Vitinho mandou para o fundo das redes, deixando tudo igual no clássico na Vila Capanema.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 1X1 ATHLETICO

Local: Vila Capanema, em Curitiba (PR).
Data: Domingo, 03 de fevereiro de 2019.
Horário: 17h.
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR).
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e João Fábio Machado Brischiliari (PR).
Público e renda: 3.559 pagantes | 4.367 total | R$ 116.755,00

Paraná: Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Rodolfo, Fernando Timbó e Guilherme Santos; Luiz Otávio, Fernando Neto e Higor Leite (Maicosuel); Andrey (Keslley), Rodrigo Carioca (Alesson) e Jenison.
Técnico: Dado Cavalcanti.

Athletico: Léo; Reginaldo (Vitinho), Robson Bambu, Eder e Nicolas; Erick, Marquinho e Matheus Anjos; João Pedro (Demethryus), Anderson Plata (Bruno Rodrigues) e Bergson.
Técnico: Rafael Guanaes.

Gol: Jenison (PRC) aos 13′ do primeiro tempo e Vitinho (CAP) aos 37′ do segundo tempo.

Cartões amarelos: Andrey (PRC); Éder, Robson Bambu, Marquinho e Bergson (CAP).

Cartão vermelho: Erick (CAP).

FONTE BANDA B