Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Coritiba perde nos pênaltis para o Toledo e fica com o vice da Taça Barcímio Sicupira

24 de fevereiro de 2019 às 21:25
O Coxa agora volta a campo somente no dia 10 de março, às 16h, diante do Cianorte, no Estádio Albino Turbay, na abertura da Taça Dirceu Krüger.

A festa na capital foi do oeste paranaense. Em mais uma partida decidida nos pênaltis, o Coritiba foi derrotado pelo Toledo após empate no tempo normal, em 1 a 1, na tarde deste domingo (24), no Couto Pereira, e perdeu a chance de conquistar o título da Taça Barcímio Sicupira Júnior. Com a conquista do turno, a mais importante da sua história, o Porco confirmou a vaga na grande final do Campeonato Paranaense e também na Série D do Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil da próxima temporada.

Gosto amargo não só para os 8 mil torcedores que compareceram ao Alto da Glória, mas também para o goleiro Wilson. No dia em que completou 200 jogos com a camisa alviverde, o arqueiro chegou a defender duas cobranças nas penalidades, mas desperdiçou a sua batida e viu o time ficar com o vice-campeonato da competição.

O Coxa agora volta a campo somente no dia 10 de março, às 16h, diante do Cianorte, no Estádio Albino Turbay, na abertura da Taça Dirceu Krüger.

O jogo

Pressionado pela primeira vitória em casa, o Coritiba tomou a postura de propor o jogo e foi para cima do Toledo, que começou o jogo tendo que conter o ímpeto dos mandantes e que tentava levar perigo nas escapadas ao ataque. Mas o início melhor foi alviverde, que teve nas bolas aéreas duas boas chances no começo, com Vitor Carvalho forçando André Luiz a trabalhar e Iago Dias mandando por cima do travessão.

Encontrando dificuldades para sair da pressão coxa-branca, o time do técnico Agenor Piccinin ainda teve que fazer uma mudança forçada no primeiro tempo, com a saída do zagueiro Eduardo Luiz, lesionado, para a entrada de Guilherme Rend.

E se o caminho estava difícil nas jogadas trabalhadas, foi na bola parada que os visitantes encontraram o caminho do gol. Aos 42 minutos, Revson cobrou falta forte da intermediária, a bola desviou em Rodrigão e morreu no fundo das redes de Wilson.

O golpe na parte final do primeiro tempo foi um golpe duro, mas não acabou o Alviverde, que alcançou o empate logo no início da segunda etapa.

E o caminho buscado foi o lado direito do ataque. Primeiro, Mattioni avançou e cruzou forte para Rodrigão, que desviou pela linha de fundo. Mas foi na segunda tentativa que a tabela deu certo. Aos dois minutos, o lateral mandou novamente na área e o artilheiro não perdoou, cabeceando no fundo das redes de André Luiz.

A igualdade trouxe de volta o panorama inicial de um Coritiba que comandava diante de um adversário que se defendia. E a pressão por pouco não surtiu efeito novamente com Rodrigão. O camisa 9 teve duas boas chances, mas esbarrou em defesa de André Luiz na primeira e mandou por cima na segunda tentativa.

O Toledo teve apenas duas chances na etapa final. Primeiro com William Darros, aos 13 minutos, em chute torto que não levou perigo ao gol de Wilson. Na reta final, Revson tentou novamente de falta, mas parou na barreira coxa-branca.

Já o Coxa tentou na bola aérea a última chance de decidir tudo no tempo normal. Aos 40 minutos, Sabino recebeu cruzamento no alto e desviou à esquerda da trave. Nos acréscimos, Juan Alano cobrou falta na área e Iago Dias mandou sem perigo pela linha de fundo. Com o placar empatado, a decisão do título ficou mesmo para as penalidades.

Título definido nos pênaltis

Demorou para sair o primeiro gol na decisão por pênaltis da Taça Barcímio Sicupira. O Coritiba perdeu as três primeiras com Wilson, Iago Dias e Juan Alano. O Toledo também desperdiçou as primeiras chances com Revson e Léo Teles, e só marcou o primeiro gol na terceira tentativa, com Júlio Pacato. O Coxa igualou na sequência com Rodrigão e Sabino, enquanto a equipe do oeste marcou com Marcelinho e perdeu a chance de confirmar o título com Guilherme Rende, que esbarrou em Wilson. Ficou então para as alternadas a decisão do título. Igor Jesus parou no arqueiro adversário e Eduardinho converteu para dar a taça aos visitantes.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA  (2)1X1(3) TOLEDO

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).
Data: Domingo, 24 de fevereiro de 2019.
Horário: 17h.
Árbitro: Adriano Milczvski (PR).
Assistentes: Flávio Augusto Alves (PR) e Roberto Rivelino dos Santos Júnior (PR).
Público e renda: 7.683 pagantes | 8.345 total | R$ 214.378,00

Coritiba: Wilson; Felipe Mattioni (Sávio), Alan Costa, Sabino e Fabiano; João Vitor, Vitor Carvalho (Igor Jesus) e Giovanni (Nathan); Juan Alano, Iago Dias e Rodrigão.
Técnico: Matheus Costa.

Toledo: André Luiz; Eduardinho, Eduardo Luiz (Guilherme Rend), Matheus Duarte e Fandinho; Neto, Jonathan, Revson, Júlio César (Marcelinho) e Júlio Pacato; William Darros (Léo Teles).
Técnico: Agenor Piccinin.

Gols: Revson (TOL) aos 42′ do primeiro tempo e Rodrigão (CFC) aos 2′ o segundo tempo.
Cartão amarelo: Sabino (CFC); Júlio Pacato, Guilherme Rend e Fandinho (TOL).