Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Frente Parlamentar na ALEP pretende proteger, valorizar e fomentar produção de erva-mate

11 de março de 2019 às 18:19
O Estado concentra 18 dos 20 principais municípios no segmento. Cruz Machado, São Mateus do Sul e Bituruna são os maiores produtores com 83 mil , 65 mil e 43 mil toneladas, respectivamente.

O Paraná ocupa o primeiro lugar na produção de erva-mate no Brasil, com mais de 300 mil toneladas por ano (86,4% do cultivo nacional), conforme pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

O Estado concentra 18 dos 20 principais municípios no segmento. Cruz Machado, São Mateus do Sul e Bituruna são os maiores produtores com 83 mil , 65 mil e 43 mil toneladas, respectivamente.

Estima-se que entre 70% e 80% da produção saiam de pequenas propriedades, envolvendo diretamente 15 mil famílias, somente no Sul do Paraná. Mesmo com tantos números positivos, os agricultores estão apreensivos já que a retração de consumo e de preços por arroba (como é comercializada no mercado) é uma realidade a ser enfrentada.

Para proteger, valorizar cada vez mais a cadeia produtiva no território, garantindo desenvolvimento social e econômico, o deputado estadual Emerson Bacil (PSL) propôs a criação da Frente Parlamentar da Erva-Mate na Assembleia Legislativa do Paraná.

O grupo de trabalho deve ser instalado nas próximas semanas. Bacil representa a região – mora em São Mateus do Sul, considerada a capital da erva-mate.

A Frente Parlamentar é um anseio de todas as pessoas envolvidas no meio e vamos trabalhar muito para fomentar o setor”, afirma.

Predomina no solo paranaense a erva-mate nativa, que cresce sob a sombra das famosas araucárias e outras árvores, garantindo qualidade superior ao produto.

O município de São Mateus do Sul já havia sido reconhecido como território produtor de erva-mate no Brasil, com selo de indicação de procedência concedido para a Associação dos Amigos da Erva-mate (IG-Mathe) pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

A certificação abrange ainda outras cinco cidades da região.

A Lei Federal que institui a Política Nacional da Erva-Mate, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro no início deste ano, também deve ajudar a impulsionar o setor, mas o deputado Emerson Bacil frisa a importância de “regionalizar” o tema.

“Precisamos pensar em estratégias eficazes, dando respaldo às famílias, aos que fazem o manejo da erva-mate sombreada, considerada uma das melhores do mundo e que só existe na nossa região”, finaliza.

Fonte Assessoria de Imprensa Deputado Emerson Bacil
Imagem ALEP PR