ALEP faz sessão especial para comemorar centenário do Hospital Pequeno Príncipe

14 de março de 2019 às 18:20

O centenário do Hospital Pequeno Príncipe, localizado em Curitiba, referência no atendimento pediátrico, será celebrado no próximo dia 21 de março, na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), durante uma solenidade que acontece às 17h, no Plenário. A iniciativa da homenagem – que acontecerá no Dia Mundial da Infância – é do deputado Michele Caputo (PSDB).

Ao propor a homenagem o deputado destacou a importância do Pequeno Príncipe, que é o maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil. Ao longo de seus 100 anos de atividades, a instituição beneficiou milhares de crianças e adolescentes de todo país, reforçando seu compromisso com a causa da saúde infantojuvenil. Com 32 especialidades médicas de média e alta complexidade em pediatria, destaca-se também pela excelência técnico-científica e pelo atendimento humanizado. “No dia 21 de março teremos a oportunidade de conhecer com maior profundidade os méritos, as conquistas e os desafios do Pequeno Príncipe, uma instituição que é motivo de orgulho para os paranaenses”, afirma Caputo na justificativa da homenagem.

Especialidades – Conhecido como berço da pediatria do Paraná, o Hospital Pequeno Príncipe se destaca por ser um centro integrado de diagnóstico e tratamento. As crianças e adolescentes que necessitam dos serviços da instituição encontram, no mesmo local, uma diversidade de exames e especialidades, o que garante agilidade e precisão no diagnóstico. O mesmo processo ocorre com os tratamentos.

A unidade oferece cirurgias complexas e atendimento em unidades de terapia intensiva, além de um amplo leque de terapias, como quimioterapia e fisioterapia. Os tratamentos associados garantem aos pacientes uma assistência completa em saúde. Além da assistência, o Pequeno Príncipe oferece às crianças e adolescentes um atendimento integral, que avalia o paciente como um sujeito completo, com necessidades físicas, emocionais, espirituais, sociais e intelectuais.

História – Durante a 1ª Guerra Mundial um grupo de mulheres da comunidade curitibana decidiu viabilizar um inédito atendimento em saúde para a população carente da cidade, notadamente as crianças. Elas conseguem mobilizar médicos e líderes locais e inauguram o Dispensário Infantil, que recebe os primeiros pacientes em outubro de 1919. Em seguida, lançam o projeto de construção de um Hospital de Crianças. Onze anos de intenso trabalho e mobilização social foram necessários para sua inauguração em 1930. Em 1951, o Hospital de Crianças passou a ser denominado Hospital de Crianças Dr. Cesar Pernetta e em 1971 foi inaugurado o Hospital Pequeno Príncipe.

 

Prudentópolis
27º
Tempo limpo
Ponta Grossa
20º
Parcialmente nublado
Guarapuava
24º
Tempo limpo
Curitiba
22º
Parcialmente nublado
Londrina
25º
Parcialmente nublado
União da Vitória
26º
Tempo limpo
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  e o Plano Sindi-Saúde comunica o falecimento
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat e o Plano Sindi-Saúde   comunica o falecimento
  • É com pesar que e a Funerária São João  e o Plano Uni-Paz   comunica o falecimento do senhor
  • É com pesar que e a Funerária São João  e o Plano Uni-Paz   comunica o falecimento
  • É com pesar que e a Funerária São João  e o Plano Uni-Paz   comunica o falecimento do senhor João Senkiu Sobrinho aos 59 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária São João e o Plano Uni-Paz comunica o falecimento
  • Cooperativa Sicredi Centro Sul PR/SC/RJ impulsiona o Programa Empreenda Sicredi – Conta com a Gente nas suas agências.
  • Censo IBGE foi prorrogado até o dia 24 de fevereiro
  • Preso homem que destruiu relógio histórico no Palácio do Planalto
  • Saiba o que o INSS pode considerar como prova de vida
  • Consumidor poderá utilizar o PIX para pagar conta de luz
  • Lula defende diálogo entre países na VII Cúpula da Celac