Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Coritiba vence a primeira em casa e mantém a invencibilidade no estadual

17 de março de 2019 às 21:43
O único susto sofrido pelo Verdão na etapa inicial foi logo aos três minutos, com a lesão de Thiago Lopes que forçou o técnico Umberto Louzer a mexer no time e colocar Igor Paixão.

O Coritiba finalmente desencantou em casa e venceu a primeira no Couto Pereira. O time do técnico Umberto Louzer bateu o FC Cascavel, por 2 a 0, na tarde deste domingo (17), se isolou na liderança do Grupo B da Taça Dirceu Krüger e manteve a invencibilidade no Campeonato Paranaense.

A ascensão tem mais uma vez o mérito do novo treinador alviverde. Em mais um jogo de consistência defensiva, o Verdão não sofreu sustos, foi cirúrgico no ataque e chegou aos seis gols marcados no returno e segue sem nenhum sofrido. Destaque para o prata da casa Igor Jesus, que entrou como titular na vaga do artilheiro Rodrigão e abriu o caminho para a vitória, enquanto Giovanni decretou o placar final no segundo tempo.

Com seis pontos, o Coxa agora sai para encarar o Cascavel CR, na próxima quarta-feira (20), às 20h, no Estádio Olímpico Regional, no oeste paranaense, pela terceira rodada da Taça Dirceu Krüger.

O jogo

Sem contar com o atacante Rodrigão, vetado na véspera da partida pro conta de um entorse leve no joelho, o Coritiba teve a ausência do seu artilheiro suprida pelo prata da casa Igor Jesus. Em um primeiro tempo de poucas chances, as duas melhores dos mandantes saíram dos pés do garoto.

O único susto sofrido pelo Verdão na etapa inicial foi logo aos três minutos, com a lesão de Thiago Lopes que forçou o técnico Umberto Louzer a mexer no time e colocar Igor Paixão.

Na frente, Jesus deu conta do recado e foi responsável por inflamar a torcida no Alto da Glória. Aos 25 minutos, em seu primeiro lance, recebeu bom passe de Giovanni, invadiu a área e tocou por cobertura, na saída do goleiro Fernando, para abrir o placar. Dois minutos mais tarde, o atacante teve nova chance e carimbou o a trave direita do FC Cascavel, deixando o grito de gol entalado na garganta do torcedor.

O técnico Paulo Foiani mexeu no time visitante e trocou o volante Duda pelo atacante Wagner Libano, na intenção de melhorar o sistema ofensivo. A Cobra chegou a crescer no jogo, mas encontrou pela frente um sistema defensivo sólido e organizado, que evitou que o time cascavelense levasse perigo à meta de Muralha.

Tranquilo lá atrás, o Coritiba aproveitou para ser incisivo mais uma vez na frente. Aos 14 minutos, a transição ofensiva funcionou rápido e a bola chegou até Igor Jesus. O garoto avançou pela esquerda e finalizou, o goleiro Fernando deu rebote e Giovanni aproveitou para completar e ampliar.

Com o triunfo encaminhado, o técnico Umberto Louzer aproveitou para promover as estreias do volante Elyeser e do atacante Wanderley na reta final. E o centroavante por pouco não estreou com o pé direito. Aos 28, ele recebeu um belo passe de Giovanni e bateu forte para defesa do goleiro Fernando, evitando uma vitória ainda mais elástica do Coritiba.

Mas foi o suficiente para a satisfação dos pouco mais de três mil presentes no Couto Pereira. O Verdão venceu a primeira em casa e segue invicto no Campeonato Paranaense.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 2X0 FC CASCAVEL

Local: Estádio Couto Pereira.
Data: Domingo, 17 de março de 2019.
Horário: 16h.
Árbitro: Everaldo Lambert Modesto (PR).
Assistentes: João Fábio Machado Brischiliari (PR) e Ideidy Henrique Costa (PR).
Público e renda: 3.274 pagantes | 3.495 total | R$ 81.263,00.

Coritiba: Alex Muralha; João Vitor, Alan Costa, Sabino e Patrick Brey; Vitor Carvalho, Matheus Bueno (Elyeser) e Thiago Lopes (Igor Paixão); Giovanni, Juan Alano e Igor Jesus (Wanderley).
Técnico: Umberto Louzer.

FC Cascavel: Fernando; Everton, Italo, Hitalo Rogério e William Simões; Duda (Wagner Libano), Bartholo e Lucas Tocantins; Oberdan (Rodolfo), Matheuzinho (Raí) e Bruno Lopes.
Técnico: Paulo Foiani.

Gol: Igor Jesus aos 25′ do primeiro tempo e Giovanni aos 14′ do segundo tempo.
Cartão amarelo: Sabino, Vitor Carvalho e Giovanni (CFC); Hitalo Rogério (FCC).