Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Athletico bate o Coritiba nos pênaltis e conquista o título da Taça Dirceu Krüger

11 de abril de 2019 às 08:50
A primeira final do estadual será já no próximo domingo (14), às 16h, diante do Toledo, no Estádio 14 de Dezembro, no oeste paranaense. A volta acontece no dia 21 de abril, na Arena da Baixada.

Está premiada a melhor campanha do estadual. Coroando a reação que teve no returno, o Athletico foi aguerrido, buscou o empate nos minutos finais, derrotou o Coritiba nos pênaltis e conquistou o título da Taça Dirceu Krüger, na noite desta quarta-feira (10), na Arena da Baixada. Com a conquista, o time do técnico Rafael Guanaes garantiu a vaga na grande final do Campeonato Paranaense contra o Toledo.

E foi um teste para cardíaco. Depois de um primeiro tempo apático, o Furacão viu o arquirrival abrir o placar e ter a taça que carrega o nome do seu maior ídolo nas mãos até os 44 minutos do segundo tempo. Foi aí que o meia Marquinho brilhou, marcou o gol de empate e levou a decisão para os pênaltis, onde o time da casa garantiu o caneco.

A primeira final do estadual será já no próximo domingo (14), às 16h, diante do Toledo, no Estádio 14 de Dezembro, no oeste paranaense. A volta acontece no dia 21 de abril, na Arena da Baixada.

O jogo

No último encontro do ano entre os dois times, o que se viu foi um primeiro tempo morno, com dois times acoados e criando poucas oportunidades de gol. Quem levou perigo foi o Athletico, aos 10 minutos, em chute de Marquinho que o goleiro Alex Muralha fez ótima defesa.

Depois disso o ritmo foi fraco, com o Furacão tentando controlar e o Coxa marcando de forma adiantada para tentar roubar a bola. Em duas jogadas destas o time de Umberto Louzer conseguiu escapar, mas na primeira Kady demorou para acionar Juan Alano e na segunda o goleiro Léo segurou antes que Rodrigão chegasse para finalizar.

Diferente do que foi a etapa inicial, o segundo tempo começou com uma postura ofensiva dos dois times e com mais chances de gol. As duas primeiras do Coritiba saíram dos pés de Patrick Brey. Na primeira, aos 37 segundos, ele desviou com perigo nas redes pelo lado de fora. Mais tarde, aos nove minutos, o camisa 15 tentou surpreender e carimbou a trave de Léo.

O Athletico chegou a responder com chute perigoso de Bergson que passou à direita da trave. Mas a estratégia que já havia dado certo na semifinal, surtiu efeito outra vez para o Verdão. Aos 28 minutos, Welinton Júnior, que havia entrado na segunda etapa, aproveitou bola que sobrou na área e bateu firme para abrir o placar.

O gol deu confiança ao Coritiba, que teve ainda duas oportunidades com Rodrigão e Alan Costa para ampliar o marcador e decretar a conquista da Taça Dirceu Krüger. Mas, quando tudo se encaminhava para o título alviverde, aos 44, o meia Marquinho apareceu para completar cruzamento na área e levar a decisão para os pênaltis.

Pênaltis

A disputa foi inaugurada com João Pedro convertendo para o Athletico e Patrick Brey pelo Coritiba. A igualdade no placar seguiu na segunda série, com Alex Muralha defendendo a cobrança de Léo Cittadini e Elyeser mandando por cima do gol a chance de colocar os visitantes na frente. O Furacão retomou a frente nas cobranças de Bergson, Poveda e Marquinho, enquanto o Coxa buscou com Welinton Júnior, Rodrigão e Vitor Carvalho.

A persistência do empate levou a decisão para as cobranças alternadas. Paulo André, Lucas Halter e Khellven converteram as cobranças do Rubro-Negro. Fabiano e Alan Costa também repetiram o bom aproveitamento pelo lado Alviverde, mas Romércio esbarrou no goleiro Léo e o título da Taça Dirceu Krüger ficou com o time da casa.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO (7) 1X1 (6) CORITIBA

Local: Arena da Baixada.
Data: Quarta-feira, 10 de abril de 2019.
Horário: 21h30.
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR).
Assistentes: Pedro Martinelli Christino (PR) e Júlio César de Souza (PR).
Público e renda: 15.979 total | R$ 497.290,00.

Athletico: Léo; Lucas Halter, Paulo André e Éder (Gabriel Poveda); Khellven, Erick, Christian (Léo Cittadini), Marquinho e Vitinho; Bergson e Jáderson (João Pedro).
Técnico: Rafael Guanaes.

Coritiba: Alex Muralha; Sávio, Alan Costa, Romércio e Fabiano; João Vitor, Vitor Carvalho e Kady (Welinton Júnior); Juan Alano (Elyeser), Patrick Brey e Rodrigão.
Técnico: Umberto Louzer.

Gol: Welinton Júnior (CFC) aos 29′ e Marquinho (CAP) aos 44′ do segundo tempo.
Cartões amarelos: Christian, Léo Cittadini e Marquinho (CAP); Sávio e Elyeser (CFC).