Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

AVENTURA E EMOÇÃO NO SSF EXTREME EM GUARAPUAVA

27 de maio de 2019 às 20:59
Buscando fortalecer ainda mais o turismo em Guarapuava e na região, o governo do Estado marcou presença no evento. “Queremos usar o esporte como indutor do turismo, respeitando a vocação de cada município. Sabemos do potencial do esporte de aventura como elo fortalecedor e vamos buscar, cada vez mais, consolidar roteiros turísticos como esse, pelo interior do nosso Estado”, declarou Hélio Wirbiski, presidente da Esporte Paraná.

Paisagens encantadoras vistas de ângulos de tirar o fôlego. São experiências inesquecíveis de aventura, adrenalina e emoção que diversos participantes do SSF Extreme viveram nesta experiência única do evento em Guarapuava.

O professor de inglês, Maurício Patrick Tschoke, 27 anos, veio com três amigos de São Bento do Sul, Santa Catarina, para saltar de rope jump no Salto São Francisco. “Esse é meu terceiro salto, mas nunca saltei de um lugar tão alto.

Ansioso, mas muito feliz”, disse ele, antes de abrir as atividades do rope no SSF Extreme.

Em Guarapuava pela primeira vez, o professor confessou admiração. “Já fui em vários lugares, até só para saltar, mas a paisagem daqui é a mais bonita que eu já vi”, declarou.

Assim como Maurício e os colegas, que percorreram horas de estrada para a experiência singular do SSF Extreme, outros diversos visitantes também vieram a Guarapuava em busca de aventura.

“Tem gente de Londrina, Curitiba, Balneário Camboriú, outras cidades de Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

Fechamos as inscrições para os dois dias e sempre temos muita procura. Pensamos em vir até mais vezes porque aqui é muito bonito, somos bem recebidos, tem uma estrutura boa com camping legal, vale a pena”, afirmou o coordenador da equipe Rope Trips, Marco Antônio de Campos Gonçalves Júnior.

A adrenalina e as paisagens inesquecíveis puderam ser desfrutadas de diversas maneiras na tríplice fronteira. Adriano Machado, por exemplo, é um dos ciclistas que pedalou de Guarapuava até o Parque São Francisco da Esperança. “Ida e volta fechará 100 km pedalando”, explicou o ciclista.

“Fizemos pausa para fotos e agora participamos de atividades aqui com experiências novas, um evento que agrega bastante”, declarou Adriano.

Além dessas opções, a programação teve chop artesanal guarapuavano, o talento local com o projeto Lembranças de Guarapuava, workshops, rapel, trilhas, cavalgada e paratrike. Foi de lá, no paratrike, que o vice-prefeito, secretário de Obras e de Turismo, Itacir Vezzaro, garantiu uma participação marcante no evento. “Valeu muito a pena, podemos ver toda nossa linda cidade lá de cima. Acreditamos muito no turismo de Guarapuava, no potencial que temos e esse evento só confirma isso”, declarou.

Buscando fortalecer ainda mais o turismo em Guarapuava e na região, o governo do Estado marcou presença no evento. “Queremos usar o esporte como indutor do turismo, respeitando a vocação de cada município. Sabemos do potencial do esporte de aventura como elo fortalecedor e vamos buscar, cada vez mais, consolidar roteiros turísticos como esse, pelo interior do nosso Estado”, declarou Hélio Wirbiski, presidente da Esporte Paraná.

Participaram também do SSF Extreme o diretor de Esporte Tiago Campos, o diretor da Dibap (Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas), Aristides Athayde, presidente da Adesul, Estela Mara Rosa, e o prefeito de Turvo, Jeronimo Gadens do Rosário.