Policiais militares são denunciados por homicídio e fraude processual em caso envolvendo a morte de motociclista

2 de junho de 2019 às 21:12

Dois policiais militares foram denunciados pelo Ministério Público do Paraná por envolvimento na morte de um motociclista ocorrida no dia 21 de abril, na BR-277, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Segundo a denúncia, apresentada nesta quinta-feira, 30 de abril, pela 1ª Promotoria de Justiça da Comarca, um dos policiais foi responsável pela morte do motociclista, sendo acusado pelo crime de homicídio simples.

Além disso, os dois foram denunciados por fraude processual, porque teriam colocado uma arma sob o corpo da vítima, e por inserção de dados falsos em sistema de informações, no caso o boletim de ocorrência.

A denúncia cita que o policial militar responsável por provocar a morte do motociclista efetuou disparos de arma de fogo, tendo acertado um deles, o que causou lesões que levaram a vítima à morte. Segundo a Promotoria de Justiça, o denunciado “agiu de forma que a vítima não teve nenhuma possibilidade de defesa, uma vez que conduzia uma motocicleta, (…) enquanto que o denunciando, que conduzia viatura policial e perseguia a vítima (…), efetuou os disparos de arma de fogo contra a vítima, atingindo-a pelas costas”, conforme descrito em laudos periciais. O MPPR também destaca que o policial teve motivação torpe, “uma vez que desferiu disparos de arma de fogo contra a vítima, com a inequívoca intenção de matá-la como reprimenda porque esta não obedeceu sua ordem de parada”.

Constatada a morte da vítima, a denúncia descreve que os dois policiais, em conluio, inseriram “uma arma de fogo sob o corpo da vítima, com, a inequívoca finalidade de induzirem em erro os investigadores, peritos e juízes atuantes no procedimento investigatório criminal”. A finalidade seria “fazer crer que a vítima portava ostensivamente uma arma de fogo no momento da perseguição”. Além disso, a denúncia cita que o policial acusado de atirar contra o motociclista tirou as munições do carregador de sua arma, de modo a impossibilitar a análise pericial referente a quantidade de disparos efetuados.

Por fim, o MP sustenta que os dois denunciados falsearam o registro do boletim de ocorrência, inserindo dados que não correspondiam à realidade no sistema da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, sobretudo quando sustentaram que a vítima havia sacado uma arma de fogo e efetuados disparos contra a equipe.

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
(41) 3250-4226

 

Prudentópolis
18º
Tempo nublado
Ponta Grossa
18º
Parcialmente nublado
Guarapuava
17º
Tempo nublado
Curitiba
21º
Tempo limpo
Londrina
25º
Tempo limpo
União da Vitória
17º
Parcialmente nublado
  • É com pesar que a Funerária São João comunica o falecimento do Sr. Lademiro Petriw, popularmente conhecido como “Ladio”.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Antenor Marconato aos 71 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sr. Ilor Vicente Pontarolo.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento da Sra Adelaide Woicik  Stasiu aos 80 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Otávio Swaretz aos 58 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João comunica o falecimento da Sra. Ana Dobrowolski Kaminski.
  • IAT devolve à natureza tamanduá-mirim encontrado por moradores em General Carneiro
  • Ação por ato de improbidade administrativa proposta pelo MP resulta na condenação de vereador de Guarapuava à perda do cargo
  • É amanhã, Super Sexta OdontoTop! Todas as unidades do Hospital do Dente estarão abertas até meia-noite, sem fechar ao meio-dia.
  • Encontro de delegados da Receita Estadual aborda reforma tributária e conformidade fiscal
  • Transparência e agilidade nos serviços: Adapar lança sistemas de Business Intelligence
  • VBP Agropecuário do Paraná cresce 11% em 2023 e alcança R$ 197,8 bilhões