Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Com ajuda do VAR, árbitro brasileiro anula gol da Itália nos acréscimos, e Ucrânia vai à final no Mundial Sub-20

12 de junho de 2019 às 09:24
Rafael Claus marca falta em contato de cotovelo de Scamacca em marcador, dentro da área, antes de conclusão para a rede, aos 46 minutos do segundo tempo

Foto: Reprodução/Fifa

A final da Copa do Mundo sub-20 está definida. Na tarde desta terça-feira, foram disputadas as semifinais do torneio de base e as seleções da Coreia do Sul e do Equador venceram seus confrontos e decidirão o título mundial. As duas equipes chegam na decisão da competição pela primeira vez.

Às 12h30 (de Brasília) de terça (11), no Estádio Gdynia, os ucranianos enfrentaram a Itália e saíram com a vitória pelo placar de 1 a 0, em jogo com muita emoção. A partida foi equilibrada, com chances perigosas para os dois lados, mas foram os Amarelos-Azuis que abriram o marcador com Buletsa, aos 20 minutos do segundo tempo. O camisa 10 recebeu cruzamento rasteiro e mandou de primeira para o fundo das redes.

Aos 34 minutos, Denys Popov levou o segundo cartão amarelo e deixou os ucranianos com um jogador a menos. No entanto, mesmo com a desvantagem numérica, a equipe conseguiu segurar os italianos e até mandou uma bola no travessão. Porém, antes da comemoração, um susto. A Itália alcançou o empate nos acréscimos, com Gianluca Scamacca, só que, ao consultar o VAR, o árbitro viu uma falta do atacante e anulou o gol.

Mais tarde, às 15h30, Coreia do Sul e Equador entraram em campo no Estádio Lublin. E os sul-coreanos conseguiram a vaga na final vencendo também por 1 a 0. Apesar das boas tentativas dos equatorianos, os asiáticos tiraram o zero do placar com Jun Choi, que recebeu de Kangin Lee dentro da área e finalizou de primeira no canto esquerdo do goleiro Ramírez. Os sul-americanos não tiveram forças para empatar e acabaram eliminados.

A decisão entre Ucrânia e Coreia do Sul está marcada para sábado (15), às 13h (de Brasília), no Estádio Lodz. No dia anterior, às 15h30, no Estádio Gdynia, Itália e Equador disputam o terceiro lugar do torneio.

Fonte: Gazeta Esportiva