Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Em Guamiranga homem é preso por embriaguez ao volante

12 de junho de 2019 às 09:19
NO LOCAL A EQUIPE ENCONTROU O SR. COM VISÍVEIS SINAIS DE EMBRIAGUEZ E O ORIENTOU A IR EMBORA A PÉ E DEIXAR SEU VEÍCULO ESTACIONADO, O QUAL ACATOU A ORDEM DA EQUIPE E DEIXOU O LOCAL. PORÉM APROXIMADAMENTE 5 MIN APÓS A EQUIPE DEIXAR O LOCAL O PROPRIETÁRIO DO BAR LIGOU NOVAMENTE INFORMANDO QUE ELE ESTARIA SE DIRIGINDO AO VEÍCULO COM O INTUITO DE CONDUZI-LO.

ÁS 20H50MIN A EQUIPE POLICIAL DESLOCOU ATÉ A AV 16 DE NOVEMBRO, ONDE SEGUNDO O PROPRIETÁRIO DE UM BAR UMA PESSOA CHEGOU AO LOCAL ALCOOLIZADO E ESTARIA PERTURBANDO SEUS CLIENTES.

NO LOCAL A EQUIPE ENCONTROU O SR. COM VISÍVEIS SINAIS DE EMBRIAGUEZ E O ORIENTOU A IR EMBORA A PÉ E DEIXAR SEU VEÍCULO ESTACIONADO, O QUAL ACATOU A ORDEM DA EQUIPE E DEIXOU O LOCAL. PORÉM APROXIMADAMENTE 5 MIN APÓS A EQUIPE DEIXAR O LOCAL O PROPRIETÁRIO DO BAR LIGOU NOVAMENTE INFORMANDO QUE ele ESTARIA SE DIRIGINDO AO VEÍCULO COM O INTUITO DE CONDUZI-LO.

DESLOCADO ATÉ O LOCAL FOI CONSTATADO O SR. NO VEÍCULO, ESTANDO O MESMO JÁ EM MOVIMENTO. DADO ORDEM DE PARADA AO CONDUTOR DO VEÍCULO O QUAL FOI PRONTAMENTE ACATADA, SENDO DADO VOZ DE PRISÃO AO CONDUTOR COM BASE NA LEI 9.503/97 – CODIGO DE TRANSITO – ART. 306. FOI DISPONIBILIZADO O APARELHO ETILOMETRO PARA O CONDUTOR PORÉM O MESMO RECUSOU-SE A FAZER O TESTE, SENDO QUE O AUTOR APRESENTAVA ODOR ETÍLICO, ANDAR CAMBALEANTE, FALA ENROLADA E OLHOS VERMELHOS, SENDO ENTÃO LAVRADO TERMO DE CONSTATAÇÃO. O SR. FOI CONDUZIDO COM O USO DE ALGEMAS CONFORME SUMULA VINCULANTE 11 DO STF PARA GARANTIR SUA PRÓPRIA SEGURANÇA E A SEGURANÇA DA EQUIPE POLICIAL, SENDO AINDA CONDUZIDO EM COMPARTIMENTO FECHADO “CAMBURÃO”, TENDO EM VISTA TER REAGIDO A PRISÃO, RECUSANDO-SE ACOMPANHAR A EQUIPE, DE FORMA QUE FOI NECESSÁRIO O USO DE FORÇA MODERADA PARA CONDUZIR O CONDUTOR. O VEÍCULO, ENCONTRA-SE COM A DOCUMENTAÇÃO REGULAR PORÉM FOI RECOLHIDO AO PÁTIO DA POLICIA MILITAR DE GUAMIRANGA DEVIDO NÃO SER ENCONTRADO NENHUM RESPONSÁVEL PARA A LIBERAÇÃO. LAVRADA AS DEVIDAS NOTIFICAÇÕES E O AUTOR ENCAMINHADO PARA A DELEGACIA DE POLICIA CIVIL DE IRATI.