Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Incubadora de Negócios de Irati ganha novas instalações

1 de agosto de 2019 às 19:40
A Incubadora de Negócios tem 20 parceiros, tanto da iniciativa pública, quanto da privada. Um deles é a Prefeitura de Irati.

Foto: UNICENTRO

Tem uma ideia inovadora mas não sabe como tirá-la do papel? A Ineti, que é a Incubadora de Negócios Irati, pode te ajudar a concretizar esse sonho. Com pouco mais de um ano de atuação, a Incubadora acaba de ganhar uma estrutura mais ampla e moderna para atender seus assessorados. Os empreendimentos incubados, agora, poderão se instalar fisicamente na Ineti, que fica no campus Irati da Unicentro.

A diretora executiva da Incubadora de Negócios, professora Adriana Queiroz Silva, conduziu o público que prestigiou a cerimônia de inauguração das novas instalações. “Agora, com esse espaço, a gente está ampliando a nossa capacidade, tanto de incubados quanto de pré-incubados, a gente aumenta bastante a nossa capacidade e a possibilidade de estarem surgindo empresas na região, gerando emprego e renda, o desenvolvimento local e regional”.

A Incubadora de Negócios tem 20 parceiros, tanto da iniciativa pública, quanto da privada. Um deles é a Prefeitura de Irati. Durante a cerimônia de inauguração do novo espaço, o prefeito Jorge Derbli destacou as vantagens dessas parcerias para impulsionar a economia do município. “Essa parceria, essa união, essa rede, poder publico e mais as entidades, mais a Unicentro e as empresas apoiando. Enfim, todo mundo está olhando para um norte só, cada um traz um pouquinho, uma ideia diferente, soma-se tudo, inova-se e nasce uma empresa, nasce uma atividade, nasce um aperfeiçoamento de alguma empresa que já existe no local e isso, com certeza, só contribui para o desenvolvimento”.

Todas as empresas incubadas, mesmo que não optem por serem residentes no campus Irati, podem utilizar os espaços compartilhados quando necessário. De acordo com a diretora da Ineti, as instalações também foram projetadas para receber a comunidade em ações que visam desenvolver a capacidade de jovens empreendedores. “Nós estamos com o nosso espaço e isso vai proporcionar nós trazermos a comunidade externa para participar. Nós temos um plano de ação de começar a trabalhar com os alunos do Ensino Médio, para que eles conheçam o nosso espaço, e estar influenciando o empreendedorismo, o desenvolvimento de sonhos e de que maneira eles podem colocar em prática”.

O reitor da Unicentro, professor Osmar Ambrósio de Souza, esteve presente na inauguração das instalações da Ineti e comentou sobre a importância do trabalho da Incubadora junto a seu público-alvo, que são as micro e pequenas empresas. “Da união da necessidade da comunidade com o conhecimento de ponta da universidade, é claro que deverão surgir inovações, belos trabalhos, produtos novos sendo incubados aqui na universidade e que estes produtos vão possibilitar que microempreendedores, que se lancem no mercado no futuro, tenham mais chance de sucesso. Com a incorporação tecnológica agregando valor ao seu produto, aumenta em muito a chance dele ter sucesso e progredir, avançar e, com isso, gerar novos empregos, novas possibilidades de trabalho”.

Os projetos de negócios podem ser assessorados pela Ineti de duas formas. Nos casos em que a solução esteja com desenvolvimento avançado e que permita um faturamento em um prazo de seis meses, é indicada a incubação. Se o projeto estiver em uma fase mais inicial, é recomendada a pré-incubação.

Uma das ideias pré-incubadas é a da administradora Glenda Elisa Bora, que percebeu a dificuldade de algumas empresas com a documentação para participar de licitações. Há seis meses, Glenda e mais duas sócias começaram a desenvolver, junto com a Incubadora, um projeto que pretende oferecer consultoria para essa demanda empresarial. “Foi bem importante o fato da Ineti trazer consultores de fora para a gente, oferecer as palestras para a gente, que a gente está tendo toda semana. Eles trazem uma nova visão para a gente, muita informação de fora, de outras empresas, e vão mostrando outros caminhos, vão abrindo nossos olhos para alguns problemas que a gente pode enfrentar, que talvez não tivesse percebido ainda. Sozinho, realmente, é muito difícil a gente fazer alguma coisa, mas tendo a ajuda da Incubadora, tendo esse apoio que eles estão dando, a gente vê que, realmente, a nossa ideia é possível e pode sair do papel, que não é uma coisa de outro mundo você conseguir ter o teu negócio”.

A Incubadora de Negócios de Irati oferece suporte para a elaboração do plano de negócios, para a realização do diagnóstico e a consultoria empresarial, marketing e pesquisa de mercado, orientação técnica e contábil. O diretor do campus Irati da Unicentro, professor Afonso Figueiredo Filho, recebeu a comunidade e os parceiros da Ineti na cerimônia de inauguração das instalações. Ele comentou que neste primeiro ano de atividades da Incubadora já é perceptível o quanto a universidade pode contribuir para o desenvolvimento regional. “Já temos algumas empresas incubadas, que estão participando do processo. Então, eu acho que nós temos tudo agora para arrebanhar as pequenas empresas, aquelas pessoas que têm ideias inovadoras e alavancar o desenvolvimento da região. Eu acho que tivemos sorte de agilizarmos isso em um tempo bem rápido e acho que agora a Ineti tem tudo pra crescer e a estrutura é básica pra que ela se consolide”.

A Incubadora de Negócios Irati tem um edital de fluxo contínuo para os interessados em participar da incubação ou da pré-incubação. A inscrição é gratuita e pode ser feita a qualquer momento. O único valor cobrado é uma mensalidade para os que forem aprovados pelos avaliadores, que varia entre R$ 80 e R$150, dependendo da categoria do projeto. Mais informações sobre a seleção de projetos e empresas pela Incubadora estão disponíveis no site da Ineti.

Fonte: Unicentro