Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Grupo folclórico ucraniano Vesselka se apresenta nesta quinta em Irati

29 de agosto de 2019 às 11:11
Grupo prudentopolitano famoso por preservar a cultura ucraniana marca presença no 32º Encontro da Arte Folclórica da Unicentro.

Foto: Divulgação/Vesselka

Folclore é um conjunto de costumes, lendas e manifestações artísticas que são preservadas por um povo ao longo dos anos. Na região de Irati, a cultura ucraniana tem uma significativa influência nestas manifestações, devido à intensa imigração deste povo para esse espaço geográfico. Como agosto é o mês do folclore, o campus Irati da Unicentro convidou o Grupo Folclórico Ucraniano Brasileiro Vesselka, de Prudentópolis, para celebrar essa tradição.

O Vesselka fará uma apresentação única no Auditório Denise Stoklos. O espetáculo está marcado para a noite desta quinta-feira, 29 de agosto, com início às 20h30. A entrada é gratuita. A programação faz parte do 32º Encontro da Arte Folclórica da Unicentro. “Além do resgate das culturas étnicas, é também um momento de incentivo às manifestações folclóricas. Estas são práticas populares e tradicionais transmitidas de uma geração para a outra”, discorre a chefe da Divisão de Promoção Cultural do campus Irati da Unicentro, professora Alexandra Lourenço.

As apresentações do Vesselka, explica o coordenador do grupo, Dyego Miguel Kaminski, “são montadas a partir de uma história, que pode ser uma lenda, um conto, uma música, sempre baseados no folclore ucraniano ou até mesmo na história do grupo”. De acordo com Dyego, o espetáculo na Unicentro contará com 46 dos componentes do Vesselka, que ao todo tem 85 participantes, de faixas etárias distintas.

No ano passado, o grupo completou 60 anos de existência, desenvolvendo atividades desde que as primeiras famílias ucranianas se instalaram em Prudentópolis. O Vesselka é reconhecido em todo o Brasil e também no exterior, com shows sendo apresentados em feiras, exposições, congressos, festivais e outros eventos.

Fonte: Unicentro