Paraná chega a 104 óbitos por Influenza

5 de setembro de 2019 às 08:23

Com mais 3 óbitos confirmados, provocados pelo vírus da Influenza, o Paraná soma 104 mortes de janeiro de 2019 até a data de ontem, 03 de setembro. A informação foi divulgada hoje pelo Informe Influenza, que monitora semanalmente os registros das síndromes respiratórias no estado.

Os três óbitos ocorreram em: Curitiba (mulher, 93 anos) ,São Mateus do Sul (mulher, 82 anos), e Foz do Iguaçu (mulher, 78 anos). A faixa etária acima dos 60 anos é a que registra maior número de mortes por gripe, com 53,85%. Além da idade, considerada como fator de risco, as mulheres que tiveram óbito confirmado nesta semana apresentavam outras doenças crônicas e não foram vacinadas.

Outros fatores apontados como risco para as complicações da Influenza são doenças cardiovasculares, pneumopatias, diabetes, doenças neurológicas, renais, hepáticas e hematológicas, além de obesidade e asma.

De acordo com o boletim, o Paraná registra hoje 527 casos confirmados de Influenza. O vírus H1N1 é o subtipo em maior circulação, responsável por 446 casos. As regiões que apresentam mais ocorrências são: Metropolitana de Curitiba, com 171 casos;  Foz do Iguaçu, com 58 ; Ponta Grossa, com 36, e a região de Maringá, com 25 casos confirmados.

Como prevenir – Todos os subtipos da gripe são transmitidos da mesma forma: pelo contato com gotículas da saliva e com secreções respiratórias de pessoas infectadas.

O vírus pode ficar ativo de 2 a 8 horas em várias superfícies,  por isso a recomendação para a higiene das mãos frequentemente ajuda a reduzir as chances de contaminação. “Além de lavar as mãos, principalmente, antes de consumir algum alimento, reforçamos como medidas preventivas que as pessoas cubram o nariz e a boca com a dobra do braço quando espirrar ou tossir; que não compartilhem objetos de uso pessoal e mantenham os ambientes sempre ventilados”, informa o chefe da Divisão de Doenças Transmissíveis da Secretaria Estadual da Saúde, Renato Lopes.

Sintomas – Os sintomas da gripe incluem febre alta (acima de 38°), dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça e tosse. Segundo a diretora de Atenção e Vigilância à Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes, “quando há suspeita de Influenza, é preciso procurar os serviços de saúde para avaliação médica e início do tratamento com antiviral específico. O medicamento está disponível na rede pública de saúde”, afirma.

 

Prudentópolis
23º
Tempo limpo
Ponta Grossa
23º
Tempo limpo
Guarapuava
22º
Tempo limpo
Curitiba
24º
Tempo limpo
Londrina
23º
Tempo limpo
União da Vitória
24º
Tempo nublado
  • É com pesar que a Funerária Anjo Gabriel e o PAF comunicam o Falecimento do SR. João Novakoski aos 81 anos.
  • É com pesar que a Funerária São João e o plano UNIPAZ comunicam o falecimento do Sr. João Grescyczyn. Ocorrido hoje, aos 89 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o plano UNIPAZ comunicam o falecimento da Sra. Leci Fernandes Marins. Ocorrido hoje, aos 62 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o plano UNIPAZ comunicam o falecimento da Sr. Januário Mazur. Ocorrido ontem, aos 48 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e Plano o UNIPAZ, comunicam o falecimento do Jovem Idinei Ribeiro, aos 31 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Metodio Kuchla aos 68 anos.
  • Vendas do comércio varejista avançam 4% no Paraná no primeiro quadrimestre
  • Agepar promove consulta pública para convênios entre a entidade e municípios
  • O prefeito de Prudentópolis, Osnei Stadler recebeu duas premiações em Brasília
  • Governo propõe criação de fundo para alavancar investimentos em infraestrutura
  • Campo da Secretaria do Esporte abrigará festival de rugby para crianças de escolas municipais
  • Governo envia à Assembleia projeto de lei para rede de atendimento de psicoativos