Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Projeto de aluno e professor iratiense pode virar lei no Paraná

29 de outubro de 2019 às 08:30
Iniciativa visa instituir a Semana da Cidadania do Jovem do Campo para a promoção da cidadania nas escolas do meio rural

O projeto do aluno Adriano Henrique Kertelt, aluno do 2º ano do Ensino Médio, sob orientação do professor Eleandro de Carvalho, foi selecionado no programa Geração Atitude, desenvolvido pela Assembleia Legislativa do Paraná, em parceria com o Ministério Público do Paraná.

O projeto de lei proposto pelo estudante da Escola Estadual do Campo Gonçalves Junior concorreu com outros 262 projetos e ficou entre os 32 selecionados para a próxima etapa. “Estou muito orgulhoso e otimista. Chegar até aqui e poder mostrar para o Paraná nossas ideias já é uma vitória”, diz o estudante.

Esta é a quinta edição do programa Geração Atitude, em que o projeto vencedor pode se tornar lei no Paraná. A maioria das propostas inscritas é voltada para as áreas da educação, saúde, meio ambiente, cidadania e tecnologia.

A comissão julgadora, formada por representantes da Assembleia Legislativa, Ministério Público, Tribunal de Justiça, Assessoria Especial da Juventude do Governo do Estado e Secretaria de Educação e do Esporte, analisou a qualidade dos trabalhos apresentados, conforme os critérios de constitucionalidade e legalidade; relevância da proposição para a sociedade; criatividade e originalidade, dentre outros parâmetros.

O projeto apresentado pelo aluno do distrito de Gonçalves Junior visa instituir a Semana da Cidadania do Jovem do Campo, que tem por objetivo o intercâmbio entre as escolas do campo e suas respectivas comunidades, proporcionando atividades culturais, gastronômicas, esportivas, palestras e workshops, bem como a emissão e regularização de documentos.

“A ideia surgiu a partir da minha realidade e das aulas de filosofia, em que temos a oportunidade de refletir sobre a política, sobretudo com o estudo do Guia do Cidadão. Acredito que a troca de conhecimentos entre os jovens e as escolas do campo é importante para que possamos nos fortalecer e conhecer nossos potenciais”, afirma o estudante.

“Eu também cresci e estudei no meio rural. Sei o quanto os jovens carecem de ações que valorizem suas iniciativas e os coloquem no mundo como cidadãos ativos, capazes de interferir e transformar a realidade em que vivem. A valorização e o investimento em educação são essenciais para o empreendedorismo e a manutenção do jovem no meio rural”, observa o professor.

Entre os dias 18 e 22 de novembro os iratienses se juntarão aos demais professores e alunos cujos projetos foram selecionados para a Caravana da Cidadania, em Curitiba. Durante este período os participantes defenderão suas iniciativas no plenário e terão a oportunidade de conhecer de perto o funcionamento dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como o Ministério Público do Paraná. O projeto vencedor será conhecido em solenidade na Assembleia Legislativa.

“Este projeto é reflexo de um olhar carinhoso e de quem conhece as escolas do campo. É fruto do esforço de um aluno aplicado e um professor que se dedica à profissão. Estamos muito felizes com a representatividade desta conquista”, comemora a diretora do Colégio Estadual do Campo Gonçalves Junior, Eliane Ianiski.