Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Em Prudentópolis Correio recebe apoio pela manutenção como empresa pública

6 de novembro de 2019 às 09:48
Com a privatização esse serviço poderá não será viabilizado, podendo gerar sua interrupção, com prejuízos à população.

Moção de Apoio de autoria do vereador Luciano Marcos Antonio, aprovada em sessão legislativa da Câmara Municipal de Prudentópolis, pede a órgãos do Governo Federal, a manutenção da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – EBCT -, como empresa pública, suspendendo o processo iniciado pela sua privatização.

Na oportunidade, representantes do Sindicato da categoria estiveram presentes na sessão, além de servidores do próprio Correios, agência local, acompanhando a votação e pedindo esse apoiamento dos vereadores para envio do documento aos órgãos responsáveis pelo processo.

Uma das justificativas pela não privatização da empresa, é que municípios de pequeno porte, terão prejuízos no atendimento, uma vez que se alega que, como empresa pública, a entrega de cartas e encomendas a pequenas comunidades, principalmente da zona rural, são mantidas.

Com a privatização esse serviço poderá não será viabilizado, podendo gerar sua interrupção, com prejuízos à população.

Em Prudentópolis, por exemplo, Correios e Município possuem acordos de cooperação onde são mantidos postos avançados de atendimentos nas comunidades interioranas, com entrega de correspondências em postos de saúde, escolas, e outras repartições públicas, num serviço estendido aos moradores, que evitam deslocamentos para receber essas correspondências.

A Vereadora Soraia Valéria Bubniak votou contrário à Moção, justificando que é favorável à privatização, pois no seu entendimento o serviço da iniciativa privada pode ser ampliado e melhorado, haja vista que, atualmente, o Correios não vem recebendo investimentos devidos, o que provocou sua desestruturação.

No entanto, valorizou e destacou o esforço dos servidores, que mantém dedicação para efetuar um serviço a contento.