Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Policia militar de Rio Azul prende autor de feminicídio

28 de janeiro de 2020 às 08:30
Diante do exposto, foi dada voz de prisão a ele, feito uso de algemas, conforme súmula vinculante numero 11, logo após conduzido ao hospital de REBOUÇAS para exame de lesões corporais.

Nesta data a equipe policial de Rio Azul, em continuidade nas ações de buscas/diligências, baseado no feminicídio acontecido na data de 26/01/2020, nessa cidade, no intuito de coletar mais informações sobre suspeitos ou o possível autor do fato, logo então através de algumas informações conseguidas, identificou-se uma informante, o qual na data dos fatos teria visto o corpo da vitima, e ainda percebido que a mesma estava já sem vida, o qual reside nas proximidades de onde se deu o feminicidio.

A equipe policial se dirigiu até a localidade rural de Cachoeira dos Paulistas, onde o jovem se encontrava prestando serviços na colheita de fumo juntamente com sua outra pessoa, sendo que no local foi feito contado estes, e a eles indagado sobre o feminicidio, onde se percebeu certo nervosismo, perguntado se realmente ele teria visto o corpo da vitima, quando passava pelo endereço, o mesmo relatou que sim, e naquele momento não soube o que fazer, se dirigindo a sua casa.

No momento em que a equipe dialogava, a outra acabou se manifestando, dizendo ele tinha que contar o que sabia, logo então a equipe policial, insistiu a ele, para que relatasse o que sabia, sendo que de maneira espontânea acabou confessando que, quando chegou na casa, momentos depois que passou no local onde a feminina estava caída, percebeu que seu pai, estava muito nervoso, com algumas marcas de sangue nas mãos e na bermuda jeans que vestia, e perguntou o que tinha acontecido, logo ele lhe falou que tinha matado a vítima, ainda percebeu que seu pai estava lavando uma faca de cor branca, a qual estava suja de sangue também, que logo pela manhã, foi para casa de sua irmã, na localidade de barra da cachoeira, onde lá contou a ela sobre os fatos.

Diante destas novas informações, a equipe policial, juntamente os informantes, se dirigiram ate a sede pm, onde ela foi encaminhada ao Creas, para uma conversa com a psicóloga, onde la permaneceu. Ato sequênte foi realizada buscas na casa do suspeito, mediante autorização e acompanhamento da pessoa que lhe acompanhava, onde lá foi localizado uma bermuda jeans, com manchas de sangue, quando a equipe desencadeava tal ação, se percebeu a aproximação do suspeito, que retornava de um serviço que prestava também no interior, o qual foi abordado, e a ele exposto o que estava acontecendo, porém, o mesmo se comportou de maneira muito nervosa e exaltada, indagado sobre o feminicidio, de momento não se manifestou, mas após certo tempo, em diálogo acabou confessando a sua autoria, e ainda direcionando o local onde estava a faca escondida, objeto este que usou para cometer o crime, que o objeto estava debaixo de um vaso de flores, ao lado do muro da residência, material que foi apreendido, juntamente com a bermuda jeans, peça de roupa que usou na data dos fatos, também foi localizado documentos pessoais da vítima em cima de um guarda-roupas, no quarto do suspeito.

Diante do exposto, foi dada voz de prisão a ele, feito uso de algemas, conforme súmula vinculante numero 11, logo após conduzido ao hospital de REBOUÇAS para exame de lesões corporais.

Ato sequênte a delegacia de REBOUÇAS, apresentado a autoridade competente, afim de serem adotadas as medidas que se julguem necessárias, contra o autor do fato descrito.