Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Ratinho Junior recebe governadores do Sul e Sudeste

27 de fevereiro de 2020 às 13:18
Encontro do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud) acontece nesta sexta-feira e sábado (28 e 29), em Foz. Sustentabilidade, bioeconomia e economia criativa são temas do encontro.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior recebe neste sábado (29) os governadores de São Paulo, João Doria; de Minas Gerais, Romeu Zema; do Espírito Santo, Renato Casagrande; de Santa Catarina, Carlos Moisés; do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite; e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Eles participarão do sexto encontro do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud), que acontece em Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná.

Questões como sustentabilidade, bioeconomia e economia criativa vão permear as discussões da reunião. Com o tema “A atitude de hoje é a eficiência do amanhã”, o encontro vai reunir, além dos governadores, secretários de Estado e equipes técnicas dos sete estados das duas regiões.

O evento começa nesta sexta-feira e contará com 15 grupos de trabalho, reunindo secretários estaduais e equipes técnicas de cada área para traçar estratégias conjuntas. As deliberações de cada grupo subsidiarão os pontos que vão integrar a Carta de Foz do Iguaçu, documento que será lançado ao final do encontro, assinado pelos sete governadores.

Os grupos de trabalho foram divididos nos seguintes temas: Fazenda e Planejamento, Desenvolvimento Econômico, Agricultura, Turismo, Inovação, Ciência e Tecnologia; Educação, Meio Ambiente e Infraestrutura, Logística e Transporte, Saúde Pública, Segurança Pública, Administração Penitenciária, Gestão e Planejamento, Controle e Transparência e Reforma da Previdência.

PALESTRAS – Também estão programadas duas palestras para o sábado (29) de manhã, uma delas com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. A outra é do economista Eduardo Moreira, que falará sobre economia sustentável e bioeconomia, apresentando inovações, estratégias e ações para alcançar o desenvolvimento econômico, respeitando a manutenção de recursos para as próximas gerações.

Entre os pontos que serão abordados estão estratégias para tornar as produções agropecuária e industrial mais sustentáveis, como usar a tecnologia para transformar pontos críticos em soluções inteligentes e como fomentar a economia circular.

DOCUMENTO – Como nas edições anteriores da reunião do Cosud, ao final do encontro será divulgada a Carta de Foz do Iguaçu, reunindo as deliberações dos governadores e dos grupos de trabalho. A carta será apresentada pelos governadores em uma coletiva de imprensa, que será no Parque Nacional do Iguaçu.

Entre outras questões, nos documentos divulgados anteriormente os gestores reafirmaram o apoio às reformas estruturais em âmbito federal e às medidas econômicas essenciais à retomada do crescimento econômico e ao equilíbrio fiscal da União, estados e municípios.

CODESUL – Paralelamente ao encontro da Cosud, integrantes do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), bloco que reúne os três estados do Sul e o Mato Grosso do Sul, irão se reunir para a criação do Fórum Permanente do Gás. O objetivo é ter uma agenda regional para discutir os assuntos de interesse do setor de gás.

Criado em março de 2019, o Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud) tem o objetivo de fomentar políticas para melhorar a qualidade do serviço público prestado à população das duas regiões, que detêm 72% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e concentram 108 milhões de habitantes, praticamente metade da população brasileira.

Entre as áreas prioritárias do consórcio estão a segurança pública, combate ao contrabando, sistema prisional, saúde, desburocratização, turismo, educação, desenvolvimento econômico, logística e transportes, inovação e tecnologia.

Na primeira edição, em março do ano passado, em Belo Horizonte, os governadores reforçaram o apoio às reformas estruturantes da União, com destaque para a Previdência e a Tributária, buscando uma simplificação na cobrança de impostos.

São Paulo recebeu o evento na sequência, em abril. Cooperação política e administrativa foi o principal objetivo do protocolo de intenções firmado pelos chefes do Executivo na ocasião. A Carta de São Paulo destacou a busca pela melhoria na qualidade da prestação de serviços públicos, crescimento econômico e geração de empregos.

Em Gramado, no mês de maio, o fórum de governadores reforçou a importância de o Brasil estabelecer metas para a modernização do agronegócio, para o avanço da indústria 4.0 e para a oferta de serviços baseados em tecnologias avançadas.

Em agosto, em Vitória, o grupo ressaltou o apoio integral às medidas econômicas essenciais ao equilíbrio fiscal da União, dos estados e dos municípios. Por fim, o Cosud de Florianópolis, em outubro, abordou outros temas de impacto nacional, como a construção de um sistema tributário mais simples e progressivo e a revisão do pacto federativo, com a adoção de um novo modelo de distribuição de recursos entre governo federal, estados e municípios.

Na carta, os governadores se comprometeram a buscar um governo cada vez mais simples e acessível aos cidadãos, incentivando a modernização do Estado por meio da transformação digital.

Desta vez, em Foz do Iguaçu, o tema que norteará as discussões será: “A atitude de hoje é a eficiência do amanhã”, misturando economia criativa com sustentabilidade.