Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Prudentópolis, Guarapuava, e Ponta Grossa estão em estado de risco diz prefeito Marcelo Rangel.

15 de maio de 2020 às 08:49
Temos que informar o Secretário de Estado e entrar em estado de atenção máxima.

Depois que uma jovem de Prudentópolis afirmou estar contaminada com o novo coronavírus após participar de uma festa, com aproximadamente 150 pessoas, o prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, demonstrou preocupação com a notícia.

Em um grupo de notícias do portal D’Ponta News no Whatsapp, Rangel afirmou que o hospital de referência para tratar pacientes de Prudentópolis com Covid-19 é o Hospital Universitário Regional, em Ponta Grossa.

“Com esta notícia, Prudentopolis, Guarapuava e Ponta Grossa correm risco.

Temos que informar o Secretário de Estado e entrar em estado de atenção máxima.

Com a confirmação da informação, estamos em estado de risco.

Imediatamente teremos que tomar providências de controle entre os municípios. O Hospital Universitario de PG é referência também para Prudentópolis”, escreveu o prefeito.

A FESTA E O COMUNICADO

“Só para deixar claro: fui contaminada pela Covid-19, como mostra o exame, há poucos dias. Então todas aquelas pessoas que tiveram contato comigo nos últimos dias fiquem alerta aos sintomas e permaneçam em isolamento por 14 dias”. Foi com essas palavras e um vídeo publicado nas redes sociais que Pâmela Belin Mello deixou cerca de 150 pessoas em alerta.

A jovem confirmou que testou positivo para Covid-19.

De acordo com o portal Nossa Gente, ela teria participado de uma festa em Prudentópolis, em um ambiente fechado, com a participação de aproximadamente 150 pessoas.

A jovem teria estado também em Curitiba, visitando familiares, porém ela acredita ter sido contaminada em Prudentópolis, onde permaneceu por cerca de 45 dias.

O vice-reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa confirmou ao D’Ponta News Que os pacientes de Prudentópolis poderão ser atendidos no Hospital Universitário.

“O sistema de regulação de leitos é centralizado e único.
Quando há necessidade de internamento, o médico regulador procura disponibilidade de vaga no hospital mais próximo para encaminhamento do paciente.

Se houver caso suspeito, o HU-UEPG poderá sim ser consultado para recebimento de pacientes de Prudentópolis”, destaca.

FONTE: D’Ponta News.