Operação fiscaliza pesca ilegal no Rio Ivaí

10 de junho de 2020 às 08:17

O Instituto Água e Terra promoveu uma operação de fiscalização no Rio Ivaí para coibir a pesca ilegal durante o período de estiagem no Paraná. A ação contou com o apoio de técnicos dos escritórios regionais do instituto em Maringá, Cianorte, Umuarama, Campo Mourão e Foz de Iguaçu. Foram apreendidos material proibido de pesca e armas de caça.

Desde 27 de maio o instituto restringiu a pesca em diferentes modalidades (Portaria nº 157/20), com o objetivo de proteger as espécies de peixes nos rios afetados pela seca. O retorno da pesca será permitido quando atingirem novamente a cota hídrica para dispersão de cardumes e navegabilidade.

A operação aconteceu na semana passada ao longo do trajeto no Rio Ivaí, de São João do Ivaí até o município de Ivaté. Durante quatro dias de fiscalização os técnicos apreenderam aproximadamente 1,3 mil metro de redes, 15 espinhéis, 20 anzóis de galho, 10 boias loucas, 3 molinetes e 2 espingardas. Foram lavradas duas notificações que poderão gerar autos de infrações.

De acordo com o chefe regional do Instituto Água e Terra de Maringá e coordenador da operação, Antônio Carlos Cavalheiro Moreto, a falta de consciência das pessoas quanto à gravidade da ausência de chuva no Estado ficou evidente na operação. “Estamos passando por uma grave seca em todo o Paraná, com o nível dos rios baixos. Os peixes estão a mercê de captura indiscriminada”, disse, ressaltando que outras operações deverão acontecer até que a situação dos rios seja reestabelecida.

PORTARIA – A Portaria nº 157/20 foi publicada em 27 de maio de 2020 e instituiu que fica proibida a pesca nas bacias dos rios Ivaí, Piquiri, Cinzas, Tibagi, Pirapó, Laranjinha, São Francisco Falso e Verdadeiro, Jordão e todos seus afluentes diretos.

A baixa vazão dos rios facilita a pesca furtiva, a predação e a extração de peixes jovens e adultos reprodutores. A conservação da biodiversidade das espécies de peixes é essencial para a evolução e para a manutenção dos sistemas necessários à sobrevivência e reprodução das diferentes espécies.

EXCEÇÃO – É permitida a pesca artesanal praticada por pescadores filiados à colônia Z-17 de Porto Ubá, no trecho do Rio Ivaí demarcado em aproximadamente 110 quilômetros, entre a ponte da BR-369, que liga São Pedro a São João do Ivaí, até o Porto de Areia de Ivaiporã.

PENALIDADES – Os infratores que desrespeitarem a portaria estão sujeitos às penalidades previstas na Lei Federal nº 9.605/98 e demais dispositivos que regulam a atividade pesqueira. A multa varia de R$ 700,00 por pescador e mais R$ 20,00 por quilo ou unidade de peixe capturado, além da apreensão de materiais de pesca e condução para lavrar boletim de ocorrência.

Os fiscais do Instituto Água e Terra, das polícias Ambiental, Civil e Militar vão promover novas ações para reforçar a fiscalização e garantir que não ocorra descumprimento da portaria.

Prudentópolis
19º
Tempo limpo
Ponta Grossa
18º
Tempo limpo
Guarapuava
19º
Tempo limpo
Curitiba
18º
Tempo limpo
Londrina
20º
Tempo limpo
União da Vitória
19º
Tempo limpo
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Antonio Valdivino Ribeiro dos Santos
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento da Sra Nadia Martinhuk  Gelinski aos 81 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Olga Prenechuki Rodovanaki
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Amélia Andre Suchodolak.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Nair Alves De Oliveira Parolin.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento do Sr Jose Olovati aos 78 anos.
  • Pavimentação de estradas rurais: convênios firmados no 1º semestre somam R$ 125 milhões
  • Governo Federal adia teste de alerta de desastres climáticos em Morretes e União da Vitória
  • Educação divulga resultado preliminar de classificados para o Ganhando o Mundo Diretor
  • Nova espécie de abelha é descoberta por professora da Unicentro
  • Concessionária apresenta agenda de obras rodoviárias para comunidade portuária
  • Cristina Silvestri pede ação do Estado para garantir direitos dos proprietários de terra em Guaíra