Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Três empresas do Paraná são investigadas por irregularidades na contratação de testes para covid-19

2 de julho de 2020 às 11:43
Empresas ficam em Curitiba, São José dos Pinhais e Maringá, norte do Estado.

Foto: Divulgação

Três empresas de medicamentos no Paraná são alvos de uma investigação que apura irregularidades na compra de testes para a covid-19 no Distrito Federal. Elas ficam em Curitiba, São José dos Pinhais e Maringá, norte do Estado. O cumprimento de nove mandados de busca e apreensão nessas empresas foi cumprido pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, na manhã desta quinta-feira (2). A ação é realizada em apoio à Operação Falso Negativo, do Ministério Público do Distrito Federal.

O procurador de Justiça Leonir Batisti, coordenador estadual do Gaeco, explicou que os investigados podem ser acusados de lavagem de dinheiro e corrupção. “Essa investigação apura eventuais irregulares do procedimento no processo licitatório que envolvem testes para a covid-19, a existência de uma eventual associação criminosa, além de crimes como lavagem de dinheiro, corrupção ativa ou passiva, também uma investigação sobre cartel”, descreveu.

Os mandados no Paraná foram cumpridas em três empresas e nas residências de seus sócios, investigados por possíveis crimes contra a ordem econômica (cartel), fraudes a licitação, lavagem de ativos, organização criminosa e corrupção ativa e passiva em contratos com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal para comercialização de testes rápidos de sangue para detecção do coronavírus.

A operação acontece simultaneamente em oito unidades da Federação: além do Paraná e do Distrito Federal, também em Goiás, São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Santa Catarina.

Fonte: Banda B