Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Como foram os paranaenses na estreia do brasileirão séries A e B?

10 de agosto de 2020 às 12:16
Pela série C o Londrina estreia nessa segunda, no estádio do Café diante da equipe do Criciúma.

O último final de semana foi o de estreia das 4 equipes paranaenses nos campeonatos brasileiros das séries A e B, afinal, como foram suas partidas e quais os seus próximos jogos? Confira como foram as partidas:

Série B
Confiança 2×2 Paraná

Foto: Osmar Rios

O primeiro tempo foi pouco movimentado, a equipe da casa, o Confiança chegou mais ao ataque. As boas chances foram com os cabeceios de Reis, aos 17, e de Nirley, aos 24. Já o time paranista aguentava bem a pressão e só tinha criado uma chance clara aos 9 minutos de jogo, quando Raphael Alemão não alcançou a bola em um cruzamento. Nos últimos instantes da primeira etapa o Tricolor abriu o placar: aos 45, Jhony Douglas roubou a bola, Renan Bressan chutou no canto e fez o primeiro gol paranista.
A segunda etapa agradou mais aos olhos dos torcedores e teve emoção até o fim. Com um belo chute de Mosquito o Paraná ampliou o placar aos 18 da segunda etapa. No momento em que o tricolor era melhor em campo, o Confiança descontou. Aos 26, Danilo Pires chutou, e contou com o desvio do zagueiro Salazar. lance que tirou as chances de defesa do goleiro Alisson. A partir dai o jogo ficou equilibrado, com uma forte pressão da equipe da casa nos minutos finais, e o Paraná foi salvo por Alisson, com grande defesa, e por Jean, evitando o gol em cima da linha. Porém, último lance, Iago acertou belo chute de fora e garantiu o empate ao Confiança.
Para o Paraná, faltou um pouco mais de atenção pra evitar o empate e garantir a vitória. A equipe paranaense enfrenta na próxima terça (11), às 20 horas, o Avaí, na Vila Capanema.

Operário 3×1 Figueirense

Foto: José Tramontin/OFEC

Como dono da casa o Operário fez valer o mando de campo e começou pressionando e quase abrindo o placar já aos quatro minutos, quando em chute de Douglas Coutinho, Sidão defendeu. Os visitantes até levaram perigo com Diego Gonçalves, mas o Fantasma comandou a partida na primeira etapa e abriu o marcador aos 37. Julinho cruzou, e Douglas Coutinho subiu para mandar de cabeça para a rede.

Os donos da casa ampliaram o placar aos 2 minutos do segundo tempo. Tomas Bastos cobrou falta, Mazinho desviou e a bola bateu em Pereira antes de entrar. O último gol do Fantasma saiu aos nove: novamente ele, Tomas Bastos tocou para trás, e Marcelo mandou para a rede. O Operário ainda teve chances de transformar o placar em goleada, mas Douglas Coutinho e Mazinho pararam no goleiro Sidão. Com substituições dos dois lados, o Figueirense diminuiu aos 33, com Diego Gonçalves, de cabeça.

Na próxima rodada o Operário visita o Náutico, nos Aflitos, enquanto o Figueirense recebe o Vitória, no Orlando Scarpelli. As duas partidas começam às 21h30 (de Brasília).

Série A
Fortaleza 0x2 Athletico

Foto: Caio Rocha/ Frame Photo/ Conteúdo Estadão

O Fortaleza buscou investir nas jogadas que vem dando certo sob o comando de Rogério Ceni, já o Athletico-PR conseguiu cadenciar a partida com toques de bola. Após avançar pela direita, Jonathan cruzou nos pés de Vitinho, que abriu o marcador não só da partida, mas também da Série A de 2020 aos 21 minutos. Atrás no placar, o Leão tentou com Wellington Paulista igualar o marcador, mas parou em Jandrei. Nos acréscimos, após a defesa tricolor falhar junto com o volante Juninho, Nikão cruzou nos pés de Léo Cittadini, que ampliou o marcador.

Querendo reverter o placar, o Fortaleza foi para cima do adversário, mas ainda sem chutes certeiros ao gol. Sem a inspiração habitual, nem a entrada de Yuri César resolveu o problema no setor ofensivo da equipe da casa, que sofreu para levar perigo real ao gol de Jandrei. Com atuação abaixo da média da zaga, o Leão perdeu ainda o capitão Juan Quintero, que foi expulso após derrubar Nikão sem bola. Com um a mais e melhor em campo, o Athletico apenas administrou o resultado, e chegou a assustar Felipe Alves com chutes em bola parada e contra-ataques.

O Furacão joga na Arena da Baixada contra o Goiás na próxima quarta-feira (12), às 19h15.

Coritiba 0x1 Inter

Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter

Coxa e Inter travaram um primeiro tempo devagar, quase parando, no Couto Pereira. Os donos da casa começaram a partida com as linhas adiantadas e incomodou a saída de bola e o sistema defensivo do rival com a pressão inicial. Mas pouco a pouco o Coritiba recuou, e o Colorado foi tomando conta da partida. A equipe de Eduardo Coudet teve mais posse de bola, mas faltou ser agressivo: abusou de cruzamentos e só ameaçou em dois chutes, com Saravia e Moisés. A melhor chance foi do Coxa, quando Galdezani acertou o travessão em chute do meio da rua.

No retorno do intervalo, o Inter foi logo assumindo as ações da partida, a equipe tinha a bola e rondava a área, mas sem muita efetividade. Em uma das poucas infiltrações, Patrick foi derrubado por Sabino dentro da área. Porém o árbitro mandou o jogo seguir. Mesmo com o controle da posse, a equipe visitante não conseguia ser suficientemente agressiva e abusava das jogadas aéreas. Em um dos tantos cruzamentos. O panorama mudou com a entrada de Thiago Galhardo. E em três minutos, ele deu a assistência para Guerrero marcar o gol da vitória Colorada. A equipe da casa pressionou, mas sem efetividade.

O Coritiba volta a campo na próxima quarta-feira, às 20h30, para enfrentar o Bahia em Pituaçu, pela 2ª rodada do Brasileirão.

Série C

O Londrina recebe nesta segunda (10), o Criciúma, no estádio do Café, às 20 horas, este será o jogo de estreia das duas equipes.