Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Prude F. C., 13 anos de uma equipe ainda em crescimento

1 de setembro de 2020 às 09:28
Dos títulos conquistados à instabilidade no futebol paranaense.

Imagem: Assessoria/PFC

Como amador, o Serrano Esporte Clube nasceu para suprir a eminente ausência do Prudentópolis Esporte Clube e movimentar o futebol na terra das cachoeiras gigantes, e em dois anos 2 títulos das ligas amadoras regionais. Vendo potencial do futebol regional um grupo de empresários resolveu criar um novo clube, foi então que o Serrano E. C. deixou de existir para dar espaço ao Serrano Centro-Sul Esporte Clube, clube fundando profissional e formalmente no dia 1º de setembro de 2007.

A primeira competição da nova equipe paranaense não foi exatamente com o elenco profissional, mas sim com o sub-18, a Copa Tribuna. O elenco de base que já era formado por boa parte dos atletas do profissional para a disputa da 2ª divisão, pois na época a federação ainda não tinha reativado a terceira divisão do futebol estadual. Mas com a volta e a criação de novas equipes a federação estadual viu-se obrigada a reativar a 3º divisão do estadual.

Na primeira competição como equipe profissional o Serrano Centro-Sul Esporte Clube de cara conquistou o titulo paranaense da terceira divisão conquistando também o acesso à segunda divisão do paranaense.

Em 2009 já disputando a divisão de acesso a equipe prudentopolitana era apontada como uma equipe de meio de tabela. Surpreendendo mais uma vez o Tigre sagrou-se campeão na última rodada, quando o título estava praticamente nas mãos do seu principal adversário na época, o Operário.

Foto: Élio Kohut

Com dois títulos seguidos a expectativa era de uma boa campanha na primeira divisão do estadual em 2010, fato que não se firmou, a diretoria na época errou a mão nas contratações e acabou pagando com o rebaixamento para a divisão de acesso.

Apesar do bom inicio de campeonato em 2011, a equipe se desencontrou na metade da divisão de acesso e acabou ficando no caminho, amargando novamente a 2ª divisão em 2012, ano de sua pior campanha no respectivo certame, salvando-se do rebaixamento à última divisão do estadual na rodada final do campeonato, quando com gol do lateral Igor Pontes, venceu o Paraná Clube diante de um Newton Agibert praticamente vazio.

Do final da melancólica campanha na divisão de acesso em diante os bastidores da equipe agitaram-se com possibilidades de novos investidores. Obtendo sucesso em negociações com alguns empresários o até então Serrano passou a chamar-se Prudentópolis Futebol Clube, mudando suas cores de vermelho, verde e branco para azul, verde e branco, trazendo para o comando da equipe o agora ex-jogador Joel Preisner e um pouco mais tarde o já conhecido da torcida da terra das cachoeiras gigantes Ivair Censi, campeão da terceirona pelo extinto Leão da Serra. Val passou de experiente goleiro a preparador de goleiros e de degrau em degrau o tricolor conquistou o acesso com uma campanha sólida.

Foto: Assessoria/PFC

Diante da apreensão da cidade por conta da última campanha da equipe na primeira divisão estadual, a diretoria resolveu efetivar no cargo o até então auxiliar Ivair Censi, tendo assim na beira do gramado, dois treinadores (Joel e Ivair), trouxe peças já conhecidas em Prudentópolis, como o zagueiro Mário Paica e volante Bruninho Guerreiro, fundamentais nas campanhas dos 2 títulos estaduais da equipe.

Desta vez o Tigre esqueceu a péssima campanha de 2010, consolidou-se como surpresa do campeonato, sagrando-se Campeão do Interior em 2014, ano do centenário da federação paranaense de futebol, o que lhe rendeu também a 6ª colocação geral no campeonato.

Foto: Élio Kohut

Em 2015 a expectativa era de uma campanha ainda melhor, talvez com uma classificação pra série D do brasileiro. Infelizmente novas decisões erradas fizeram a equipe prudentopolitana ter a pior campanha de uma equipe da cidade em campeonatos paranaenses da primeira divisão sendo rebaixada à divisão de acesso sem vencer sequer uma partida.

A diretoria então resolveu apostar em jovens pra tentar buscar o acesso em 2016, apostou também no treinador Kokan, conhecido por boas campanhas nas categorias de base no estado. As apostas deram resultado e tanto Prudentópolis, quanto Cianorte passearam na divisão de acesso daquele ano, conquistando o acesso sem muitas dificuldades.

Foto: Assessoria/PFC

Em 2017 novamente a apreensão, o bom treinador Kokan não renovou com o tricolor, causando apreensão no torcedor prudentopolitano, que via Milton do Ó com desconfiança. Porém apesar de um elenco a certo ponto limitado a equipe contou com bom futebol e até com sorte, para chegar às quartas de finais da primeira divisão estadual, fazendo junto com a equipe do Maringá, possivelmente o melhor jogo da competição, diante de um Newton Agibert lotado. A sorte veio quando a equipe do JMalucelli escalou irregularmente um jogador por três rodadas, causando o seu rebaixamento, fazendo com que o Prude além de conquistar uma vaga no campeonato brasileiro da série D terminar o certame em 5º, a melhor colocação da equipe desde a sua fundação.

Novamente a expectativa era boa, rolou até uma possível parceria com o Santos F. C. em 2018, mas outra vez Prudentópolis decepcionou-se, primeiro com a escolha do treinador por parte da diretoria, depois com a pifia campanha no estadual, que só não foi idêntica a de 2015 porque já rebaixado o tricolor morreu abraçado com o União de Francisco Beltrão ao vencer na última rodada.

Foto: Assessoria/PFC

Na divisão de acesso de 2019 a expectativa era de repetir a campanha de 2016 e retornar já no ano seguinte à primeira divisão, apesar das dificuldades a equipe chegou às semifinais e só não conquistou o acesso por conta de erros da arbitragem e principalmente por faltar duas ou três peças a mais para dar consistência à equipe.

Foto: Assessoria/PFC

Neste ano o torcedor acredita novamente no acesso, nos resta aguardar pra ver como será o Prudentópolis Futebol Clube, com Dudu Sales no comando desde o inicio da temporada.

Com esse rápido resumo fica a homenagem do portal Nossa Gente aos 13 anos do tricolor da serra, parabéns Prude F. C.

Destaque para a primeira participação da equipe em competições nacionais, abaixo a foto do ano de 2009, quando o Prudentópolis, na época ainda Serrano, disputou a Recopa Sul Brasileira, competição disputada por clubes de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, na ocasião o Tigre ficou o vice-campeonato, ao perder a final para o Joinville por 3×2.

Foto: Fernando Martinez