Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Coritiba perde para o Atlético-MG no Couto e volta à zona de rebaixamento

7 de setembro de 2020 às 07:04
Essa foi a primeira derrota do técnico Jorginho no comando do Coritiba.

Foto: Valquir Aureliano

O Coritiba perdeu por 1 a 0 para o Atlético-MG, nesse domingo (dia 6) à noite, no Couto Pereira, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou em 17º lugar, com 7 pontos — é o 1º colocado dentro da zona de rebaixamento. A equipe mineira está na 3ª colocação, com 15 pontos.

Em relação ao desempenho, o Coritiba foi completamente dominado no primeiro tempo, sofreu um gol e levou sufoco. No segundo tempo, porém, a equipe voltou com postura radicalmente diferente, reagiu e teve três chances para empatar. No entanto, falhou na pontaria.

Essa foi a primeira derrota do técnico Jorginho no comando do Coritiba. Antes, ele somou uma vitória (Sport) e um empate (Botafogo).

EXTREMOS
O Atlético-MG tem a segunda a maior média de gols marcados do Brasileirão, com 1,57, pouco atrás do Inter (1,62). O Coritiba tem a menor média (0,5 gols por jogo).

O time mineiro segue como líder em finalizações certas da competição, com média de 6,1 por jogo, segundo dados do WhoScored. O Coritiba era o penúltimo nesse quesito, com média de 2,8 por partida — só o Fortaleza fica atrás, com 2,6.

ESCALAÇÃO
Os desfalques no Coritiba eram Neílton, Rhodolfo, Patrick Vieira, Nathan Ribeiro, Thiago Lopes, Gabriel e Rafinha, todos em recuperação. O desenho tático ficou confuso. Galdezani aparecia na meia-direita, mas também precisava fechar pelo centro. Robson tentava atacar como um ponta-esquerda, mas, sem a bola, era obrigado a voltar e formar uma linha de cinco ao lado dos zagueiros e laterais. Giovanni Augusto e Sassá ficaram mais avançados, à frente dessas linhas de marcação.

Já o Atlético não tinha Nathan, Diego Tardelli e Réver. O time de Sampaoli atacava no formato 3-2-5 e se defendia no 4-1-4-1.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo foi um ‘passeio’. O Atlético dominou completamente o jogo (71% de posse), acertou uma bola na trave, fez um gol e criou mais uma chance de gol. O Coxa ficou recuado e não conseguiu jogar. Foi sufocado já na saída de bola e teve dificuldades em todos os aspectos do jogo. O gol veio aos 32, após escanteio, rebote e chute de Sasha.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, saiu Galdezani e entrou o centroavante Igor Jesus. O Coxa voltou com outra postura e conseguiu equilibrar as ações. O jogo ficou aberto, com ataques dos dois lados. Aos 9, Sassá perdeu gol feito, após bom cruzamento da direita, cabeceio de Robson e rebatido do goleiro. Hugo Moura quase empatou aos 23, com chute que raspou a trave. O Galo também teve duas oportunidades e desperdiçou.

Aos 37, Giovanni entrou no jogo, voltando a atuar após dez meses em recuperação de uma lesão.

ESTATÍSTICAS
Ao fim de 90 minutos, o Coritiba teve 11 finalizações (3 certas), 47% de posse de bola e 80% de eficiência nos passes. Já o Atlético somou 18 finalizações (2 certas), 53% de posse de bola e 85% de eficiência nos passes. Os dados são do site Sofascore.

CORITIBA 0x1 ATLÉTICO-MG
Coritiba: Wilson; Jonathan (Natanael), Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Matheus Bueno (Giovanni) e Galdezani (Igor Jesus); Giovani Augusto (Hugo Moura), Sassá e Robson. Técnico: Jorginho
Atlético-MG: Rafael; Guga, Igor Rabello, Junior Alonso e Allan; Jair e Alan Franco (Bueno); Hyoran (Guilherme Arana), Savarino e Keno (Marquinhos); Eduardo Sasha (Marrony). Técnico: Jorge Sampaoli
Gol: Sasha (32-1º)
Cartões amarelos: Jair, Alonso, Savarino (A).
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Local: Couto Pereira, em Curitiba

Fonte: Bem Paraná