Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Arbitral definiu a disputa do Campeonato Paranaense de 2021

15 de dezembro de 2020 às 08:42
A principal competição do Estado terá início previsto para 28 de fevereiro e o término previsto para 23 de maio

Imagem: Federação Paranaense de Futebol

Na tarde da quinta-feira, 10, o presidente da Federação Paranaense de Futebol, Hélio Pereira Cury, se reuniu com representantes das 12 equipes que disputarão o Campeonato Paranaense de 2021 para definir os detalhes da competição. Participaram do encontro virtual Azuriz, Athletico, Cascavel CR, Cianorte, Coritiba, FC Cascavel, Londrina, Maringá, Operário, Paraná Clube, Rio Branco e Toledo.
Também estiverem presentes o presidente da Comissão de Arbitragem da FPF, Afonso Vítor de Oliveira, o assessor da presidência Robson Seerig, o gerente de competições Marcius Koehler, o supervisor do Departamento de Registros e Transferências, Everton Amaro, e os representantes jurídicos da entidade Emerson Fukushima e Willian Hosaka.
Principal competição do Estado, o Campeonato Paranaense 2021 terá início previsto para 28 de fevereiro e o término previsto para 23 de maio, tendo a fórmula repetida da competição deste ano. Assim, o sistema de disputa acontece da seguinte maneira:
1ª Fase
Os clubes se enfrentam em turno único, com seis mandos de campo para os classificados de primeiro a sexto lugares na classificação geral da competição na temporada anterior, e cinco mandos para os demais, conforme tabela de jogos a ser divulgada pelo Departamento de Competições da FPF.
Seguem para a segunda fase os 08 melhores classificados ao final do turno único e os 02 que somarem o menor número de pontos (11º e 12º colocados) serão rebaixados.
2ª Fase
Nas quartas de final, os 8 classificados serão divididos em 04 grupos com 02 clubes e jogarão dentro de seus respectivos grupos em partidas de ida e volta. Os grupos “A”, “B”, “C” e “D” ficarão assim distribuídos:
GRUPO A – 1º COLOCADO – 1ª FASE x 8º COLOCADO – 1ª FASE
GRUPO B – 2º COLOCADO – 1ª FASE x 7º COLOCADO – 1ª FASE
GRUPO C – 3º COLOCADO – 1ª FASE x 6º COLOCADO – 1ª FASE
GRUPO D – 4º COLOCADO – 1ª FASE x 5º COLOCADO – 1ª FASE
O mando de campo da segunda partida será atribuído ao clube com a melhor classificação na primeira fase. Classificam-se para a terceira fase os 04 clubes que somarem o maior número de pontos ganhos em cada um dos grupos, considerados os resultados exclusivamente obtidos nesta fase.
Caso haja, ao término da segunda partida, igualdade de pontos ganhos, será considerado o primeiro critério de desempate o saldo de gols e, persistindo o empate, a disputa será nas penalidades.
3ª Fase
Na semifinal, os 04 classificados serão divididos em 02 grupos (“E” e “F”) e jogarão dentro de seus respectivos grupos em partidas de ida e volta.
Os grupos “E” e “F” ficarão assim distribuídos:
GRUPO E – VENCEDOR – GRUPO “A” X VENCEDOR – GRUPO “D”
GRUPO F – VENCEDOR – GRUPO “B” X VENCEDOR – GRUPO “C”
O mando de campo da segunda partida será atribuído ao clube que houver somado o maior número de pontos ganhos, considerados os resultados obtidos na primeira e segunda fases. Classificam-se os 02 clubes que somarem o maior número de pontos ganhos em cada um dos grupos.
Caso haja, ao término da segunda partida, igualdade de pontos ganhos, será considerado o primeiro critério de desempate o saldo de gols e, persistindo o empate, a disputa será nas penalidades.
4ª Fase
Na final, os 02 classificados formam o Grupo “G” e jogarão partidas de ida e volta.
GRUPO G – VENCEDOR – GRUPO “E” X VENCEDOR – GRUPO “F”
O mando de campo da segunda partida será atribuído ao clube que houver somado o maior número de pontos ganhos, considerados os resultados obtidos na primeira, segunda e terceira fases. Será considerado Campeão o clube que somar o maior número de pontos ao final da segunda partida, considerados os resultados exclusivamente obtidos nesta fase.
Caso haja, ao término da segunda partida, igualdade de pontos ganhos, será considerado o primeiro critério de desempate o saldo de gols e, persistindo o empate, serão cobrados pênaltis até conhecer o vencedor.
Na reunião também ficou definido que não haverá limite de quantidade de atletas para registro e que os mesmos podem ser inclusos no BID-e até o último dia útil anterior à oitava rodada da primeira fase. Serão disponibilizadas vagas para o Campeonato Brasileiro da Série D de acordo com o ranking nacional de clubes da CBF.
Fonte: Assessoria FPF