Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Coritiba perde para o Santos e é rebaixado para a Série B pela quarta vez na era dos pontos corridos

14 de fevereiro de 2021 às 10:51
Coxa permanece com 28 pontos e não pode mais alcançar o Bahia, 16º colocado

Foto: Assessoria/CFC

Coritiba está rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro com três jogos de antecedência. A queda foi concretizada na derrota para o Santos por 2 a 0, na Vila Belmiro, pela 36ª rodada da Série A. Os gols da partida foram marcados pelos atacantes Marinho e Marcos Leonardo.

Com a 19ª derrota na competição, o Coritiba fica com 28 pontos e não pode mais ultrapassar o Bahia, primeiro time fora da zona de rebaixamento. O Coxa ainda tem nove pontos a disputar nas últimas três rodadas, mas tem dez a menos que o time baiano.

Para cumprir tabela, o Coritiba volta a campo para enfrentar o Palmeiras, na quarta-feira (17), às 19h30, no estádio Couto Pereira. O Coxa ainda joga contra Ceará e Atlético-GO na reta final do Brasileirão.

Quarto rebaixamento nos pontos corridos

A queda para a Série B foi a quarta apenas na era dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro (desde 2003). Além de 2020, o Coritiba caiu para a segunda divisão em 2005, 2009 e 2017. Se somar as edições com outros regulamentos, o Coxa se torna o time com mais rebaixamentos – seis no total – ao lado de América-MG e Vitória.

O jogo

Os primeiros minutos da partida na Vila Belmiro foram de ataque do Santos contra a defesa do Coritiba. Logo aos cinco minutos, Pará cruzou na área, Soteldo apareceu livre de marcação e cabeceou por cima do gol. Já aos 12, Luan Peres chutou com força para o gol e Arthur se esticou todo para salvar.

Depois da pressão inicial do Santos, o Coritiba respondeu também em chutes de fora da área. Aos 13 minutos, Hugo Moura encontrou espaço na intermediária e finalizou para a defesa de João Paulo. Na sequência da jogada, Matheus Bueno chutou no canto e mandou a bola perto da trave.

A partida caiu de rendimento, mas o Santos abriu o placar ainda no primeiro tempo. Aos 38, Marinho avançou pelo meio e tocou para Lucas Braga, que devolveu com passe de letra. O atacante santista ficou na cara do gol e mandou por cobertura na saída de Arthur para tirar o zero do placar.

No intervalo, o técnico Gustavo Morínigo mudou duas vezes na equipe coxa-branca com as entradas de Mattheus Oliveira e Robson. O meia precisou de apenas 40 segundos para quase empatar a partida. Ele pegou a sobra na entrada da área, arriscou chute forte e João Paulo deu um leve toque antes da bola bater no travessão.

O Coritiba ainda perdeu uma grande chance de empatar aos cinco minutos, mas Ricardo Oliveira mandou de carrinho para fora. Só que o assistente flagrou o impedimento do atacante coxa-branca.

E foi justamente a pressão inicial que fez Cuca mudar o ataque santista com Jean Mota na vaga de Lucas Braga. O meia santista deu muito trabalho para a defesa coxa-branca e quase ampliou a vantagem em duas oportunidades. Porém, o goleiro Arthur salvou em ambas.

O Santos passou a administrar a vantagem mínima, mas um lance de bola parada sacramentou o rebaixamento coxa-branca. Aos 37 minutos, Jean Mota cobrou falta no meio da área, Laércio dividiu com Arthur e Marcos Leonardo apenas completou para o fundo das redes. A jogada foi para a checagem de vídeo e o gol foi confirmado.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2X0 CORITIBA

Data: Sábado, 13 de fevereiro de 2021
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Horário: 19h
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Auxiliares de vídeo: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)

Santos: João Paulo; Pará, Laércio (Ivonei), Luan Peres e Felipe Jonathan; Alison, Sandry (Vinicius Baliero) e Soteldo; Marinho (Ângelo), Kaio Jorge (Marcos Leonardo) e Lucas Braga (Jean Mota).
Técnico: Cuca

Coritiba: Arthur; Jonathan, Nathan Ribeiro, Nathan Silva e Guilherme Biro (Angelo); Hugo Moura, Matheus Bueno (Nathan), Luiz Henrique (Mattheus Oliveira) e Sarrafiore (Robson); Neilton e Ricardo Oliveira (Brayan Lucumí).
Técnico: Gustavo Morínigo.

Gols: Marinho (SAN), aos 37′ do primeiro tempo, e Marcos Leonardo (SAN), aos 37′ do segundo tempo.
Cartões amarelos: Guilherme Biro, Robson, Nathan Ribeiro e Hugo Moura (CFC)

Fonte: Banda B