Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Irati atinge 51% de produtos da Agricultura Familiar na Merenda

3 de março de 2021 às 09:24
Com isso a Administração Municipal valoriza o agricultor do Município e aproveita a sua produção para enriquecer a merenda escolar.

O Município de Irati vem superando, com ótimos índices, ano após ano, a meta estabelecida pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), na compra de produtos da Agricultura Familiar para compor a merenda escolar.

Pelo recurso oriundo do programa, o Município precisa comprar ao menos 30% da Agricultura Familiar para este fim. Em 2018, o percentual foi de 37%. Em 2019, saltou para 47% e, em 2020, atingiu 51%.

Com isso a Administração Municipal valoriza o agricultor do Município e aproveita a sua produção para enriquecer a merenda escolar.

E a relevância deste crescimento é que houve anos, anteriormente, em que este índice não chegou a 17%. O Município que não atinge o mínimo de 30% na compra de produtos da Agricultura Familiar perde estes recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Produtos

Entre os itens da Agricultura Familiar que compõem a merenda escolar estão frutas, legumes, verduras, pães e bolachas caseiros, derivados de milho (como fubá, canjica, quirera e farinha), feijão, doces de banana e abóbora e geleia de morango.

Mensalmente, praticamente todo o recurso oriundo do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) é aplicado na compra de produtos da Agricultura Familiar.

Durante a pandemia, em que não está havendo aulas, os produtos da merenda compõem uma cesta que é repassada todo mês às famílias dos alunos. Todo mês são confeccionadas de 300 a 400 cestas.

Avanços

Estes avanços nos índices de aquisição de produtos da Agricultura Familiar para a merenda escolar, superando em muito a meta do PNAE, são resultado de uma soma de fatores.

São, principalmente, frutos da estruturação e funcionamento do Centro de Processamento de Alimentos, que funciona junto à Feira do Produtor Iratiense, e organização do Conselho de Alimentação Escolar, ambos deslanchados em julho de 2017.

No mesmo período, o transporte da merenda escolar passou a ser realizado com veículo refrigerado, adequado à segurança de alimentos. A partir de 2021, o Centro de Processamento de Alimentos passou a contar com um furgão adaptado para o transporte dos produtos da Agricultura Familiar para a merenda.