Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Prefeito Jorge Derbli discute com o comércio alternativas de horários

9 de março de 2021 às 09:21
O prefeito Derbli comentou que é bastante difícil o Município entrar em confronto com o Decreto Estadual nas medidas estipuladas para conter a circulação de pessoas e, por decorrência, a transmissão do vírus.

Em reunião na tarde de hoje (08) na Prefeitura de Irati, o prefeito Jorge Derbli recebeu representantes de setores do comércio local, para uma discussão sobre horários de atendimentos, nos dias de vigência do Decreto Estadual 7020.

Após apresentação pelo prefeito do panorama atual da Covid-19 em Irati e na região, e a situação crítica das UTIS e enfermarias nas macrorregiões do Paraná, foi exibido um curto vídeo da Santa Casa de Irati, em que um enfermeiro do plantão expõe a questão dos recentes casos e internamentos.

Em seguida, no mesmo vídeo, o provedor da instituição, Ladislao Obrzut Neto, mostrou imagens das adaptações feitas e ampliações que foram possíveis de serem executadas no Pronto Socorro do Hospital, para tentar acomodar o crescente número de pacientes em Irati.

As autoridades em Saúde presentes ao encontro evidenciaram extrema preocupação com a situação, já que o Paraná é o 2º Estado no Brasil em número de casso com a nova cepa do Coronavírus.

Em razão deste quadro de agravamento, o coordenador do Centro de Operações Especiais e de Fiscalização da Covid-19 de Irati (COEF), enfermeiro Agostinho Basso, fez rápida explanação do que o Ministério da Saúde considera como atividades não essenciais.

Em seguida, a reunião abriu espaço para as propostas dos representantes das diferentes atividades comerciais em Irati.

O prefeito Derbli comentou que é bastante difícil o Município entrar em confronto com o Decreto Estadual nas medidas estipuladas para conter a circulação de pessoas e, por decorrência, a transmissão do vírus.

Contudo, dentro das novas normas que começam a valer a partir do dia 10, o prefeito propôs alguns acréscimos nos horários de funcionamento, em relação ao que consta no Decreto Estadual.

A principal delas contempla os setores de comércios, restaurantes, bares, lanchonetes e similares que poderão abrir das 09h às 20h, respeitando-se 50% da sua capacidade de público. Pelo decreto estadual, a abertura seria uma hora mais tarde, ou seja, 10h.

Em função da restrição à circulação em ruas e locais públicos entre 20h e 05h (Toque de Recolher), como determina o documento do Governo do Paraná, não foi permitido ampliar o horário no horário da noite, o que já havia sido uma reclamação de comerciantes que têm no período noturno sua maior fonte de renda. Entretanto, o sistema de entregas (delivery) está liberado para funcionar 24 horas. E academias podem abrir das 06h às 20h, com 30% de sua capacidade.

Neste sábado (13) e domingo (14) apenas atividades essenciais serão permitidas. O Decreto Estadual define como atividades enquadradas nesta questão os supermercados, panificadoras, farmácias, postos de venda de combustíveis e comércio de gás de cozinha.

Para fiscalização do cumprimento às diretrizes que constarão de Decreto Municipal, Irati irá montar uma força tarefa que, segundo Derbli, além da Polícia Militar, vai agregar Guarda Municipal, Iratran, Agendes Comunitários de Saúde, Vigilância Sanitária, Conselho Tutelar e Agentes da Dengue, reunindo em torno de 120 pessoas.

Finalizando a reunião ficou estabelecido que na quarta-feira da semana que vem, dia 17, haverá novo encontro com estes representantes para avaliar a decisão do Paraná e discutir o que poderá ser adaptado em Irati.