Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Operário vence o Juventude Samas e garante classificação para a segunda fase da Copa do Brasil

19 de março de 2021 às 10:37
Antes da partida, atletas prestaram homenagem ao diretor Luiz Alci, que faleceu na última semana

Foto: Gegeu Sousa

O Operário Ferroviário venceu o Juventude Samas por 2 a 0, na tarde desta quarta-feira (17), no Estádio Pinheirão, em São Mateus do Maranhão, pela primeira fase da Copa do Brasil. Com o resultado, o Alvinegro avança de fase na competição nacional.

O jogo

O Fantasma iniciou o jogo pressionando o adversário e abriu o placar aos cinco minutos: Leandro Vilela bateu de fora da área e mandou no canto do gol. Cinco minutos depois, Ricardo Bueno chegou pela direita, avançou e finalizou, mas a bola foi pela linha de fundo. Aos 15 minutos, Tomas Bastos cruzou, Pedro Ken cabeceou e o goleiro ficou com a bola. Sete minutos depois, Bastos chegou pelo meio e encontrou Jean Carlo na área, mas a defesa tirou.

O segundo gol do Operário saiu aos 23 minutos, quando Tomas Bastos cobrou escanteio pela direita e Fábio Alemão desviou para o gol. Ainda no primeiro tempo, aos 46 minutos, Rafael Oller chegou pela esquerda e cruzou para Jean Carlo, que tentou cabecear, mas a bola passou.

No primeiro minuto do segundo tempo, em um erro na saída de bola do adversário, Ricardo Bueno deu passe para Jean Carlo, que chutou forte pela linha de fundo. Aos três minutos, Pedro Ken recebeu o primeiro cartão amarelo e, na sequência, o segundo por reclamação e foi expulso. Aos 16 minutos, nova chance do Alvinegro: Fabiano roubou a bola pela esquerda, chegou na área e finalizou, mas o goleiro espalmou. Aos 28 minutos, foi a vez de Ricardo Bueno receber passe na área e finalizar, mas a bola bateu na defesa. Aos 37, Rafael Chorão cobrou falta, Silva cabeceou e a bola foi por cima do gol.

A escalação inicial do Fantasma foi Simão, Fábio Alemão, Rafael Bonfim, Léo Rigo, Fabiano, Leandro Vilela, Pedro Ken, Tomas Bastos, Jean Carlo, Rafael Oller e Ricardo Bueno. No segundo tempo, entraram Lucas Mendes, Felipe Garcia, Silva, Rafael Chorão e Schumacher nos lugares de Tomas Bastos, Jean Carlo, Fábio Alemão, Rafael Oller e Ricardo Bueno.

Avaliação do treinador

Em entrevista coletiva por videoconferência, o técnico Matheus Costa falou sobre o desempenho da equipe e a classificação. “Hoje nós temos um elenco em que todos estão comprometidos e sabem que, em algum momento, podem ter que atuar em mais de uma função, treinamos isso, e a gente fica feliz com o bom desempenho tático. A equipe se comportou muito bem organizacionalmente e a gente conseguiu controlar o jogo mesmo com um a menos. As grandes chances criadas, mesmo com um a menos, foram nossas. Então a equipe está de parabéns pela entrega e o mais importante: pela classificação”.

Homenagem a Luiz Alci

Os atletas do Operário entraram em campo com uma faixa em homenagem ao Diretor de Patrimônio do Grupo Gestor Luiz Alci Menezes Ferreira, que faleceu no dia 10 de março. Na faixa, além de uma foto de Luiz e o escudo do Operário, estava a frase “Quando um amigo vai embora para sempre, não há maneira de dizer adeus”.

No final da coletiva online pós-jogo, Matheus Costa também prestou homenagem ao diretor. “Quero dedicar essa vitória e essa classificação a uma pessoa especial, que eu conheci a pouco tempo, nosso diretor Luiz Alci, que infelizmente não está mais acompanhando nossos jogos pessoalmente, mas espiritualmente não tenho dúvidas de que ele estava aqui com a gente hoje. Foi uma pessoa que conheci e, em pouco tempo, pelo carisma dele, tive uma sinergia muito grande, e a gente não mediu esforços para dedicar essa vitória a ele. Quero desejar muita força à toda a sua família e a todos os seus amigos”.

Segunda fase

Na segunda fase da Copa do Brasil, o Alvinegro vai enfrentar o vencedor do confronto entre União Rondonópolis e Coritiba, que acontece nesta quinta-feira (18).

FICHA TÉCNICA

Juventude Samas 0x2 Operário
Copa do Brasil – 1ª fase
Estádio Pinheirão – 17/03/21 – 15h30

Juventude Samas: João Paulo, Dedé, Wallace, Betão (Eduardo), Caxambu, Cleyton (Rafinha), Doda, Amendoim (João Pedro), Alemão, Baianinho (Caio Fernando) e Everton (Chulapa). Téc: Toninho Pesso.
Banco: Bruno, Fernando, Wellison, Giulinho, Chico, Eduardo, Elvis e João Pedro.

Operário: Simão, Fábio Alemão (Silva), Rafael Bonfim, Léo Rigo, Fabiano, Leandro Vilela, Pedro Ken, Tomas Bastos (Lucas Mendes), Jean Carlo (Felipe Garcia), Rafael Oller (Rafael Chorão) e Ricardo Bueno (Schumacher). Téc: Matheus Costa
Banco: Thiago Braga, Odivan, Douglas Santos e Marcelo.

Gols: 1T 5’ Leandro Vilela e 1T 23’ Fábio Alemão (Operário)

Árbitro : Wanderson Alves de Sousa
Árbitro Assistente 1: Ricardo Junio de Souza
Árbitro Assistente 2: Leonardo Henrique Pereira
Quarto Árbitro: Raimundo Jose Chagas Araujo

Assessoria de Imprensa Operário Ferroviário