Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Em Fernandes Pinheiro mulher cai no golpe do empréstimo e perde 8 mil reais

7 de abril de 2021 às 08:52
A solicitante informou que não recebeu nenhum valor referente ao empréstimo solicitado, sendo orientada a não fazer mais depósitos, e a procurar a polícia judiciária para os devidos procedimentos por parte daquele órgão.

Compareceu no destacamento da Policia Militar de Fernandes Pinheiro uma senhora, relatando que no dia 05/04/2021 solicitou um empréstimo na empresa Novo Rumo pela internet, solicitação no valor de  R$ 120.000,00 ( cento e vinte mil reais) que seriam pagos em 190 vezes de R$ 726,31, ocorre que foi solicitado que a mesma fizesse um depósito no valor de R$ 1.199,98, valor que seria referente a um seguro para aprovar o empréstimo, valor que foi transferido para uma conta corrente, posteriormente na mesma data foi solicitado  mais um depósito no valor de R$ 1.750, 00, valor que seria necessário para a liberação do empréstimo, pois a conta sócio econômica da solicitante seria muita baixa, o valor foi depositado na mesma conta do primeiro depósito.

No dia seguinte outra pessoa  entrou em contato com a vítima e  solicitou o valor de R$ 5.000,00 parcelado em 2 vezes de r$ 2.500,00, o qual foi transferido via pix pelo padrasto da mesma, em uma conta poupança da Caixa Econômica, após realizado as transferências entrou em contato com a solicitante uma pessoa que se identificou como diretor da empresa novo rumo e solicitou a quantia de R$ 300,00 para liberação do empréstimo, valor transferido para uma conta do Banco Bradesco, no nome de uma pessoa que seria o agente financeiro da empresa e posteriormente entrou em contato uma pessoa que se identificou como sendo advogado, representando a empresa Novo Rumo solicitando o valor de r$ 2.200,00 para ser depositada no Banco Bradesco, valor que não foi depositado pela solicitante, os autores continuaram a exigir valores, o que gerou desconfiança, sendo que não foi enviado mais nenhum valor, a solicitante informou que não recebeu nenhum valor referente ao empréstimo solicitado, sendo orientada a não fazer mais depósitos, e a procurar a polícia judiciária para os devidos procedimentos por parte daquele órgão.