Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Por escalação irregular, FC Cascavel é condenado no TJD-PR e perde seis pontos no Paranaense

27 de abril de 2021 às 09:15
Em decisão nesta segunda-feira (26), clube é punido por relacionar um atleta não profissional no estadual; ainda cabe recurso ao Pleno do TJD-PR e do STJD

Foto: Felipe Fachini / Futebol Clube Cascavel

O Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) considerou o FC Cascavel culpado, por 4 votos a 1, pela escalação irregular do goleiro João Pedro, pela rodada de estreia do Campeonato Paranaense. Com isso, o clube foi punido e perdeu seis pontos no estadual, além de ter que pagar uma multa de R$ 1 mil. Ainda cabe recurso ao Pleno do TJD-PR e do STJD.

A decisão, realizada nesta segunda-feira (26), muda a tabela do estadual. O FC Cascavel ocupava a liderança da competição, com 14 pontos. Agora, o time aurinegro caiu para a quinta colocação, com oito pontos somados. O Paraná Clube, adversário do time no jogo, segue na nona colocação, com cinco pontos. Já o Coritiba é o novo líder, com 13 pontos.

Defesa do FC Cascavel

O presidente do FC Cascavel, Valdinei Silva, lamentou a decisão e disse que clube irá recorrer até o fim. “Estamos tranquilos, nosso entendimento é que foi uma aberração o que aconteceu hoje.  Vamos recorrer em quantas instâncias forem necessárias. Se tiver que parar o Campeonato, vamos parar”, em entrevista exclusiva à Banda B.

Procuradoria

A Procuradoria do TJD-PR, representada pelo procurador Felipe Dias, pediu que o clube fosse punido com a perda dos seis pontos por infringir o artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

O que diz o artigo: perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição,
independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100,00 (cem
reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).

VOTOS DA 1ᵃ Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná

  • Bruno Cavalcante de Oliveira – Relator –  Votou a favor da punição no artigo 214 e multa de R$ 1 mil.
  • Eduardo Tourinho Gomes –  Votou a favor da punição no artigo 214 e multa de R$ 1 mil.
  • Arthur Luiz Fernandes da Silva – Votou a favor da punição no artigo 214 e multa de R$ 1 mil.
  • Herodites Lins da Silva – Votou contra a condenação no artigo 214.
  • Rodrigo Fedatto –  Votou a favor da punição no artigo 214 e multa de R$ 1 mil.

Entenda o caso

A equipe escalou, de forma irregular, o goleiro João Pedro Fiorentim, de 17 anos. Ele ficou no banco de reservas no confronto contra o Paraná. Por ser um atleta sem contrato profissional, ele não poderia ser relacionado para o duelo, conforme o artigo 65, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Com isso, a Procuradoria do TJD-PR apresentou uma denúncia contra o clube, que foi julgada nesta segunda-feira.

Fonte: Banda B