Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Polícia Militar acaba com festa no centro de Prudentópolis

10 de maio de 2021 às 08:29
No local, a entrada foi autorizada pelo solicitante, sendo que em um móvel do local estava ocorrendo uma festa com cerca de 10 (dez) pessoas, as quais foram orientadas a se retirar do local, bem como referente a todas as orientações em relação a prevenção da covid 19.

A equipe recebeu diversas solicitações de que estaria ocorrendo uma festa com som alto e aglomeração no centro da cidade.

No local, a entrada foi autorizada pelo solicitante, sendo que em um móvel do local estava ocorrendo uma festa com cerca de 10 (dez) pessoas, as quais foram orientadas a se retirar do local, bem como referente a todas as orientações em relação a prevenção da covid 19.

Algumas pessoas acataram a ordem e foram embora, porém três pessoas sendo que um era filho do proprietário da casa e responsável pelo evento, se recusaram a sair do local.

Neste momento os mesmos foram cientificados novamente sobre os decretos estadual (7320/2021) e municipal, referente a prevenção do covid, os quais restringem a  aglomeração de pessoas.

Neste momento a um dos envolvidos ao ser conduzido pela equipe policial se jogou contra um veículo  e depois ao chão, insinuando que a equipe havia o agredido.

Diante dos fatos a equipe encaminhou os três para o cartório do termo circunstanciado, no banco de trás da viatura, pela desobediência aos decretos.

Na 4ª cia, durante a confecção do termo, foi constatado que um dos envolvidos já constava um boletim de ocorrência  de natureza: infringir introdução ou propagação de doença contagiosa.  Ainda durante a confecção do termo, os mesmo ainda insinuavam que iriam processar os policiais por abuso de autoridade.

Além disso os três a todo momento riam da situação, e permaneceram boçais durante todo o procedimento, ainda falavam a todo momento para a equipe de suas posições sociais e cargos que ocupam na sociedade, que: “isso não daria em nada”.

A situação foi repassada a vigilância sanitária para as medidas administrativas cabíveis.

Ainda durante a confecção do termo, a um dos envolvidos disse que estava indo embora, pois não tinha feito nada de errado, sendo necessária nova orientação policial para que o mesmo permanecesse no local.

Cabe salientar que os três conduzidos estavam extremamente embriagados.