Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Policiais flagram 770 aglomerações no Paraná no feriado de Corpus Christi

7 de junho de 2021 às 18:22
Com fiscalizações mais intensas, promovidas pelas polícias Militar e Civil, 20 pontos comerciais foram interditados. As unidades especializadas da PM flagraram 4.283 veículos em excesso de velocidade e fizeram 2.384 testes etilométricos, 45 notificações de embriaguez ao volante e 1.855 autos de infração de trânsito.

Foto: SESP/PR

Com fiscalizações mais intensas, promovidas pelas polícias Militar e Civil, 20 pontos comerciais foram interditados e 714 pessoas encaminhadas por infringir medidas sanitárias de prevenção ao coronavírus no Paraná no feriado prolongado de Corpus Christi. O balanço da Secretaria da Segurança Pública registra dados de quinta-feira (03) a domingo (06).

O documento aponta que as operações policiais dispersaram 770 aglomerações em pontos comerciais e locais públicos, além da aplicarem 93 multas a estabelecimentos e outras 490 a pessoas que descumpriram o decreto estadual de enfrentamento à Covid-19.

Nos quatro dias, a Segurança Pública do Paraná recebeu 468 chamados sobre perigo de contágio, sendo que 144 geraram ocorrências, ou seja, foram constatadas como infrações às medidas sanitárias. Foram 1.952 estabelecimentos vistoriados, uma média de 488 por dia. Os policiais encaminharam 714 adultos e 47 adolescentes.

A gravidade do quadro epidemiológico motivou o reforço nas operações integradas entre as forças de segurança pública com os municípios, cobrindo áreas urbanas, rurais, centros comerciais, vias e rodovias estaduais para inibir condutas que ajudam a proliferação do vírus. O trabalho foi intensificado no feriado em função da maior circulação de pessoas nas estradas e movimentação em pontos comerciais, principalmente com relação à compra e consumo de bebidas alcoólicas.

“Estamos trabalhando intensamente para que a população faça a sua parte e cumpra as medidas sanitárias. Nossas polícias estão monitorando pontos sensíveis, que geram infrações e aglomerações de pessoas, e promovendo abordagens constantemente, o que aumenta a sensação de segurança e inibe maus exemplos”, declarou o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Hudson Leoncio Teixeira, as forças estão atuando de maneira coordenada. “Para evitar a proliferação da doença, estamos fazendo mais ações de orientação, usando do bom senso e da conscientização das pessoas para a importância de combater as aglomerações, de usar máscara e respeitar o distanciamento”, afirmou.

Para o delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach, o resultado se deve, também, à atuação diferenciada da Polícia Civil. “Neste momento da pandemia, ações de fiscalização para evitar e coibir aglomerações são importantíssimas para frear a contaminação. A Polícia Civil atua neste sentido, dando sua contribuição no enfrentamento à Covid-19, sem deixar de lado a atividade-fim, que é a investigação”, disse.

OUTROS DELITOS – A presença maior das polícias ampliou a eficiência das ações ostensivas e repressivas e outros crimes também foram combatidos. No período, houve a apreensão de 63 armas de fogo, de 1,6 mil munições e 4,9 toneladas de maconha. Somente em uma ação da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), duas toneladas de maconha e centenas munições de fuzil foram localizadas em São Miguel do Iguaçu. A PM, por sua vez, apreendeu dois fuzis de uso restrito na Capital e porções de drogas e itens contrabandeados como cigarros e essências de narguilé durante as operações AIFU.

TRÂNSITO – O impacto das fiscalizações também alcançou o trânsito urbano e rodoviário. As unidades especializadas da PM flagraram 4.283 veículos em excesso de velocidade e fizeram 2.384 testes etilométricos, 45 notificações de embriaguez ao volante e 1.855 autos de infração de trânsito. Também houve a apreensão de 440 veículos, sendo que 48 tinham alerta de furto ou de roubo e foram recuperados nas operações policiais.

Foram registrados 162 acidentes em todo o Estado, com 178 feridos e 15 óbitos. Nesse sentido, o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) reforçou as orientações aos condutores e demais usuários das rodovias estaduais para terem mais cautela e responsabilidade na direção e, assim, evitar acidentes para livrar o sistema de saúde de sobrecarga no atendimento aos feridos.

Fonte: AENPR